Vamos entender o que aconteceu de fato com Galileu Galilei?

Pesa contra a Igreja a acusação de ter condenado o físico italiano Galileu Galilei de maneira injusta. É importante, antes de tudo, esclarecer os fatos dentro do contexto da época, pois sem isso a interpretação histórica fica totalmente deformada. Durante cerca de quatro séculos, por causa de uma divulgação distorcida … Continue Lendo

A heresia Monotelitista

Os monofisitas, que acreditavam que em Cristo havia somente a natureza divina, embora condenados no Concílio de Calcedônia (451), insistiam em seu erro. Por isso a heresia reapareceu no século VII sob nova forma. O Patriarca Sérgio de Constantinopla desde 619 ensinava que em Jesus havia uma só capacidade de … Continue Lendo

Algumas frases do diário de Cristovão Colombo

“Pelo que resolvi vir à presença de vossas Majestades e de tudo assombrar-me… e lhes falei dos povos que tinha visto, em que ou de que modo se poderiam salvar muitas almas…” (p. 134) “Parti em nome da Santíssima Trindade, na quarta-feira, 30 de maio… . “E quis Nosso Senhor … Continue Lendo

História da Igreja: Igreja e os Povos Bárbaros

A partir do século IV, deu-se o importante acontecimento das invasões bárbaras no Império Romano, que contribuiu fortemente para constituir a Cristandade da Idade Média; os novos povos, a princípio repelidos pelos habitantes do Império, acabaram fundindo-se com estes, resultando daí o cristão medieval, que configurou a Igreja da sua época. A origem de tais … Continue Lendo

A Igreja e a Escravidão – EB

Os índios Era corrente na época moderna a ideia de que os índios não eram plenamente humanos, mas seres irracionais, destituídos de capacidade de autodeterminação e, por conseguinte, de liberdade. Com isto era justificada a sua escravidão. No Brasil, serviram também como justificativa as circunstâncias da terra, inculta, que deveria … Continue Lendo

O martírio das Carmelitas na Revolução Francesa

A escritora Gertrud von le Fort mostrou em seu livro A ÚLTIMA AO CADAFALSO (Ed. Quadrante, SP), o quão perversa e sanguinária foi a Revolução Francesa (1789) que nada teve de “Igualdade, liberdade e fraternidade”, como se propaga, mas foi a encarnação diabólica do mal na França, especialmente contra a … Continue Lendo