Quando será a vitória final da Igreja?

A realização da Igreja se dará plenamente somente na eternidade. O Concílio Vaticano II afirmou que: “É no fim dos tempos que será gloriosamente consumada [a Igreja], quando, segundo se lê nos Santos Padres, todos os justos, desde Adão, do justo Abel até o último eleito, serão congregados junto ao … Continue Lendo

Por que se deve a Igreja interessar especialmente pelos doentes?

Jesus mostra-nos que o Céu sofre quando sofremos. Deus até quer ser reconhecido no <<menor dos irmãos>> (Mt 25,40). Por isso, Jesus determinou o cuidado pelos doentes como tarefa central dos Seus discípulos. Ele exortou <<Curai os doentes>> (Mt 10,8) e prometeu-lhes poder divino: <<Em Meu nome, expulsarão demônios… Imporão … Continue Lendo

10 Ensinamentos de São Leão Magno

O santo de hoje mostrou-se digno de receber o título de “Magno”, que significa Grande, isto porque é considerado um dos maiores Papas da História da Igreja, grande no trabalho e na santidade. Ele nos deixou riquíssimos ensinamentos. Aproveitemos o dia de hoje, em que a Igreja celebra sua memória … Continue Lendo

Testamento de São Luís, rei da França, a seu filho

São Luís (1214-1270) reinou na França por cerca de 40 anos; foi um rei justo, piedoso, que amou a Igreja e o papa e os defendeu até a morte. Ele empreendeu as sétima e oitava Cruzadas para libertar a Terra Santa do jugo muçulmano e morreu de tifo em Tunis. … Continue Lendo

Pode-se adorar a santa Cruz?

Sempre me deixou impressionado as palavras que a Liturgia da sexta-feira santa usa ao referir-se ao culto à Cruz: “solene adoração da santa Cruz”, deixando inclusive a possibilidade de dobrar o joelho diante dela. Penso que essas palavras calaram no coração de mais de um cristão deixando-o pensativo. A reflexão … Continue Lendo

13 diferenças entre católicos e ortodoxos

Conheça treze pontos que distinguem os fiéis católicos dos cristãos ortodoxos orientais: Os orientais têm por ideal a volta da Igreja ao que ela era até o sétimo Concílio Geral (Niceia II em 787), pois só aceitam os Concílios de Niceia I (325), Constantinopla I (381), Éfeso (431), Calcedônia (451), … Continue Lendo