“Restaurante” franciscano oferece comida e orações aos mais pobres durante a pandemia

Há 20 anos, os Frades Franciscanos da Renovação administram um “restaurante” diferente no qual alimentam os pobres da Inglaterra e levam Cristo a eles, inclusive em meio à pandemia da Covid-19.

Segundo o ACI (14/04/2021), há 20 anos, os Frades Franciscanos da Renovação administram um “restaurante” diferente no qual alimentam os pobres da Inglaterra e levam Cristo a eles, inclusive em meio à pandemia da Covid-19.

Em declarações à CNA – agência em inglês do Grupo ACI – padre Christopher Joseph McBride, membro da ordem franciscana, disse que Friar Benet’s Kitchen é um restaurante popular localizado no antigo salão da paróquia St. Margaret, construída depois da Primeira Guerra Mundial.

O restaurante fica no distrito de Canning Town, Newham, um lugar pobre no leste de Londres. Estima-se que em Newhan 52% vivem em famílias pobres, um número superior à média de Londres.

Embora os Frades Franciscanos da Renovação, tenham se estabelecido em 1987, na Arquidiocese de Nova York, em 2000 se mudaram para Londres motivados pela oportunidade de servir aos pobres, seguindo o exemplo de São Francisco, que vivia entre os pobres de Assis. Desde então, os frades se dedicam a servir os mais necessitados, através da comida e da oração.

“Temos plena consciência de que alimentamos as pessoas, mas o verdadeiro desejo é abençoá-las espiritualmente”, disse o padre McBride, que também é o responsável pela cozinha.

O padre explicou que se revezam em grupos para rezar. Enquanto os frades servem comida aos que chamam de “clientes”, os voluntários vão à capela simples da paróquia e se ajoelham diante do Santíssimo.

“A oração continua quando começamos a servir a comida. Temos o que chamamos de turnos de adoração. Assim, enquanto a comida é servida, alguns dos voluntários podem entrar e fazer a adoração ao mesmo tempo”, acrescentou.

Padre McBride disse que os frades rezam para que cada visitante tenha um encontro com Jesus que mude a sua vida, e se alegram se alguns de seus convidados simplesmente se sentem abençoados de participar.

“Sempre rezamos no início e no fim por todos os que vêm, por suas necessidades, por emprego, por moradia, pela libertação de vícios”, disse ele.

Franciscanos em serviço durante a pandemia

Infelizmente, após o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, a comunidade franciscana que tem sua sede no St. Fidelis Friary, não teve apenas um frade doente, mas teve que fechar temporariamente até que pudessem garantir a segurança do local para os convidados.

“No primeiro confinamento, ficamos muito doentes”, disse o padre McBride e contou que “um dos frades estava particularmente doente, Deus o abençoe. Pedimos ajuda aos paramédicos. Realmente pensamos que ele poderia ser levado para o hospital. Mas, demos a ele a Unção dos Enfermos e ele se recuperou totalmente.”

O “restaurante” foi reaberto em julho de 2020, quando as restrições diminuíram. O padre McBride explicou que para garantir um espaço mais seguro aos seus convidados, seguiram as medidas como uso de máscara, luvas e distanciamento.

Além das restrições, a comunidade enfrentou outro desafio: fortes chuvas repentinas. O padre explicou que tinham que atender em espaços externos; no entanto, não tinham como se proteger nem como proteger seus visitantes das chuvas.

“Assim que saímos do verão percebemos que tínhamos um problema, que não havia como nos proteger”, disse ele. “Estávamos todos do lado de fora e todos ficariam rapidamente encharcados assim que o tempo mudasse”, acrescentou.

Por isso, em setembro de 2020, a comunidade instalou três toldos ao ar livre. “Oferecem cobertura, que é o principal, o que permite o funcionamento da cozinha. Do lado de fora entregam a comida em sacolas. Algumas pessoas ficam e comem debaixo do toldo ou, se não estiver chovendo, em qualquer lugar onde se sintam cômodas para sentar”, explicou.

Padre McBride disse que antes da pandemia, o município de Newhan estava se tornando um pouco mais próspero; mas tudo mudou com a Covid-19. Por isso, a paróquia local também abriu um banco de alimentos para apoiar os mais necessitados durante a crise.

“Estavam vindo centenas de pessoas […] Acho que cerca de 400 por semana, o que indica que há pessoas necessitadas”, disse ele. “Eu conheço pessoas que perderam seus empregos ou estão comprando coisas a crédito”, acrescentou.

Para o sacerdote, a crise da pandemia ainda não atingiu seu auge no país e vai durar muito mais tempo. “Acho que não vimos tudo o que a pandemia trará. Artigos indicam que o Reino Unido poderia ter a sua pior recessão em 300 anos. Não sou economista, mas me pergunto: como pagar os impostos e todas as coisas?”.

Friar Benet’s Kitchen depende de doações. Parte da comida vem de uma instituição de caridade chamada City Harvest London, que coleta produtos de restaurantes e os entrega ao restaurante popular. Outras doações são de pessoas locais ou cidadãos generosos que os apoiam por meio de seu website.

A vocação de serviço do cristão

O “restaurante” franciscano de caridade desempenhou um papel fundamental na história vocacional do padre McBride, que conheceu este serviço antes de entrar na ordem franciscana em 2004.

“Foi o primeiro convento que visitei quando estava discernindo”, disse ele. “Fui visitá-los e eram responsáveis ​​pelo restaurante popular. Naquela época, também estávamos ajudando com um abrigo para pessoas em situação de rua”, disse o sacerdote, que foi ordenado em 2015, segundo o jornal da Arquidiocese de Nova York.

O padre McBride aconselha os católicos a se esforçarem mais para ir ao encontro dos pobres durante a pandemia. “É o chamado de cada cristão a fazer tudo o que seja possível pelo menor de nossos irmãos”, afirmou.

“Quando encontrar alguém, tente sempre oferecer algo para comer. Se estiver em uma cidade, averigue onde estão os lugares que oferecem comida para que eles possam ir. Especialmente, para as pessoas desabrigadas, simplesmente, pare e cumprimente-os”, acrescentou.

O sacerdote lembrou também que em Friar Benet’s Kitchen não acolhem apenas os católicos, mas todas as pessoas, independentemente de sua crença ou religião.

“Em geral, o desejo é, onde quer que as pessoas estiverem, abençoá-las, encorajá-las e aproximá-las da verdade daquele encontro, dessa relação com Jesus”, contou.

“Sabemos que o que estamos fazendo, o fazemos por Cristo. E isso é o que dá uma sensação de plenitude e gozo e aproximação a Cristo”, concluiu.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/restaurante-franciscano-oferece-comida-e-oracoes-aos-mais-pobres-durante-a-pandemia-59636

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.