Ser madrinha é…

O milagre de amar como filho uma criança que não veio do seu ventre, mas sim do seu coração

Ser madrinha é amar incondicionalmente um ser gerado dentro do seu coração.

É receber a confiança de uma mãe para cuidar do seu filho, como se fosse seu próprio filho.

Leia também: A necessidade do Batismo

5 coisas que talvez não saiba sobre o Batismo católico

Por que consagrar a criança a Nossa Senhora no batismo?

Condições necessárias para os padrinhos de Batismo

É ser especial demais para receber esse presente, e saber retribuí-lo, pois os afilhados crescem, as madrinhas envelhecem, mas o amor permanece.

Ser madrinha é estar sempre presente.

É ser mãe antes de ter filhos.

É ter alguém para cuidar.

Ser madrinha é estar presente na vida do meu afilhado(a)!

É ter a certeza que ele, mais tarde, vai olhar para trás e dizer “minha madrinha esteve presente em todos os momentos importantes da minha vida” .

Você veio para alegrar mais meus dias, sua vida dá mais sentido à minha.

Ao seu lado, aprendo a doçura de ser criança outra vez.

De todas as coisas que já me aconteceram na vida, nada me encheu mais de orgulho do que ser sua madrinha!

Fonte: https://pt.aleteia.org/2017/04/04/ser-madrinha-e/

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.