A Bruxaria e a Feitiçaria no contexto da Inquisição – Parte 3

A partir do século XV a questão das bruxas intensificou de tal forma que a Igreja atuou com mais vigor. Quase a metade dos 200 processos por bruxaria na Alemanha, ficaram aos cuidados de dois inquisidores alemães: Jacob Sprenger (1436-1495) e Heinrich Institores (1432-1492). A sua rígida perseguição às bruxas … Continue Lendo

A Bruxaria e a Feitiçaria no contexto da Inquisição – Parte 2

Em 19 de abril de 1080, o Papa Gregório VII (1073-1085), enviou uma carta ao rei Hoakon da Dinamarca em que condenava e perseguia a bruxaria existente naquele país. Esta carta está no artigo do Prof. Gustav Henningsen (Atas do Simpósio do Vaticano – La Inquisicion ey las Brujas, p. … Continue Lendo

A Bruxaria e a Feitiçaria no contexto da Inquisição – Parte 1

A magia foi outra das causas da Inquisição; era o culto da superstição, sortilégio, alquimia, culto e pactos com o demônio, que se faziam no “Sabath”. A crença na magia e nas “bruxas”, sempre existiu nos tempos antigos e medievais. A justiça leiga combatia a magia e perseguia os magos … Continue Lendo