Papa Francisco reconhece o martírio de 95 Servos de Deus assassinados durante a Guerra Civil Espanhola

ppfranciscoA29052013Segundo o site ACI (04/06/13), o Papa Francisco aprovou a promulgação dos decretos que reconhecem as virtudes heroicas de quatro servos de Deus, e o martírio de 95 servos de Deus assassinados por ódio à fé no período da Guerra Civil Espanhola.

O Santo Padre autorizou à Congregação para as Causas dos Santos a promulgação dos decretos referentes ao martírio de:

-Servos de Deus Mauro (no século Abel Angelo Palazuelos Maruri) e 17 companheiros, espanhóis, da Ordem de São Bento, assassinados por ódio à fé na Espanha em 1936.

-Servos de Deus João de Jesus (no século João Vilaregut Ferrer) e 3 companheiros da Ordem dos Carmelitas Descalços, além do Paulo Segalá Sole, sacerdote diocesano, todos espanhóis, assassinados por ódio à fé na Espanha em 1936.

-Servos de Deus Crisanto, Aquilino, Cipriano, José e 63 companheiros do Instituto dos Irmãos Maristas da Escola (Pequenos Irmãos de Maria), além de dois leigos; todos espanhóis, assassinados por ódio à fé na Espanha entre 1936 e 1939.

-Serva de Deus Aurelia (no século Clementina Arambarri Fuente) e 3 companheiras; espanholas; religiosas professas das Servas de Maria Ministras dos Enfermos, assassinadas por ódio à fé na Espanha em 1936.

Assim também, o Papa Francisco autorizou a publicação dos decretos que reconhecem as virtudes heroicas (a vivência em grau heroico da fé, esperança e caridade) de:

-Servo de Deus João do Oliveira Matos Ferreira, português, (1879-1962), bispo e fundador da Associação “Liga dos Servos de Jesus”.

-Servo de Deus Nicola Mazza, italiano (1790-1865), sacerdote diocesano e fundador dos Institutos para a Educação.

-Serva de Deus Maria Celeste (no século Giulia Crostarosa), italiana, (1696-1755), monja, fundadora da Ordem das Irmãs do Santíssimo Redentor.

-Serva de Deus Teresa de São José (no século Teresa Toda e Juncosa) espanhola, (1826-1898) fundadora da Congregação das Irmãs Carmelitas Teresianas de São José.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25504

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.