Papa Francisco aprova virtudes heroicas de um franciscano e duas mulheres leigas

Segundo o ACI Digital (30/08/2021), o papa Francisco reconheceu as virtudes heróicas de um sacerdote franciscano, uma mãe de família e uma fiel leiga promulgou em decretos da Congregação para as Causas dos Santos de 30 de agosto. Em audiência privada concedida ao prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Marcello Semeraro, o papa reconheceu as virtudes heróicas dos servos de Deus Plácido Cortese, Maria Cristina Cella Mocellin e Enrica Beltrame Quattrocchi.

O servo de Deus Plácido Cortese, cujo nome secular era Nicolò, foi sacerdote professo da Ordem dos Irmãos Menores Conventuais. Nasceu em 7 de março de 1907 em Cres, atualmente na Croácia, e morreu em Trieste, na Itália, em novembro de 1944.

A serva de Deus Maria Cristina Cella Mocellin foi fiel leiga e mãe de família. Ela nasceu em 18 de agosto de 1969, em Cinisello Balsamo, na Itália, e morreu em Bassano del Grappa, na Itália, em 22 de outubro de 1995.

A serva de Deus Enrica Beltrame Quattrocchi, foi fiel leiga. Ela nasceu em 6 de abril de 1914 e morreu em 16 de junho de 2012 em Roma, na Itália.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-aprova-virtudes-heroicas-de-um-franciscano-e-duas-mulheres-leigas-42361

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.