Visita de Hollande ao Vaticano: mais de 100.000 franceses escrevem ao papa

bandeira-da-françaO site Zenit.org informou nesta quarta-feira (22/01/14), que no dia 14 de janeiro, um grupo de católicos franceses divulgou via internet um pedido ao papa Francisco por ocasião da visita do presidente François Hollande ao Vaticano, prevista para 24 de janeiro. A carta aberta, que reflete o mal-estar dos fiéis franceses e denuncia os projetos sociais do governo socialista do país, já reuniu mais de 100 mil assinaturas.

A missiva intitulada “Visita de F. Hollande ao Vaticano: carta aberta ao Papa” manifesta a preocupação crescente de muitos católicos na França diante dos abusos do executivo de Hollande contra os principais direitos fundamentais da pessoa humana (Lei Taubira sobre as uniões homossexuais e a adoção, procriação medicamente assistida, pesquisa com embriões humanos, eutanásia, políticas de gênero, etc.) e denunciam os ataques que sofrem diariamente (campanha de desprestígio nos meios de comunicação, profanação de igrejas, etc).

O conjunto de assinaturas recolhidas será apresentado no dia 23 de janeiro, véspera do encontro de Hollande com o papa, mediante uma cópia impressa e outra em suporte digital.

Uma das chaves para o êxito da iniciativa foi a plataforma internacional CitizenGO na França. Trata-se de uma comunidade de cidadãos que se reúne para impulsionar a própria participação na vida pública nacional e internacional.

Na plataforma CitizenGO, usuários defendem a vida, a família e a liberdade através de ações on-line, direcionando as suas petições a autoridades locais, nacionais ou mundiais, tanto políticas quanto econômicas.

A equipe internacional da CitizenGO lança suas campanhas em 7 idiomas –inglês, espanhol, francês, português, italiano, alemão e polonês– e influi em instituições, organismos e organizações de 50 países. O trabalho só é possível graças ao apoio de uma extensa rede internacional de milhares de voluntários do mundo inteiro.

A plataforma prevê conseguir em três anos 3 milhões de usuários ativos, com alcance potencial sobre mais de 2 bilhões de pessoas.

Desde a sua eleição em 2012, esta será a primeira visita do chefe de Estado francês ao Vaticano. François Hollande, que já viajou quatro vezes a Roma para reuniões com as autoridades italianas desde que chegou ao poder, nunca se encontrou com Bento XVI nem com o pontífice argentino. Só o primeiro-ministro da França, Jean-Marc Ayrault, participou da missa inaugural do pontificado de Francisco, em 19 de março do ano passado.

Os pontos em comum entre Paris e a Santa Sé são vários: justiça social, paz na África, situação dos cristãos do Oriente, defesa do meio ambiente. Outros temas delicados, porém, os separam radicalmente, como a recente legalização na França das uniões entre pessoas do mesmo sexo e o projeto para legalizar a eutanásia.

Fonte: http://www.zenit.org/pt/articles/visita-de-hollande-ao-vaticano-mais-de-100-000-franceses-escrevem-ao-papa

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.