Testemunha lembra como Pio XII escondeu judeus no Vaticano

Robert
Adler afirma que os nazistas planejavam aniquilar os católicos depois dos judeus

NOVA YORK,
quarta-feira, 3 de novembro de 2010 (ZENIT.org) – Um judeu testemunhou como seu pai foi salvo
dos nazistas ao ser escondido no Vaticano pelo Papa Pio XII.

Este relato
é o último recolhido pela Pave the Way Foundation, que esteve recopilando
documentos e informes sobre as ações de Pio XII durante a Segunda Guerra
Mundial.

Gary Krupp,
presidente da fundação, anunciou o último testemunho dado por Robert Adler,
membro da Comissão do Alabama para o Holocausto.

Adler
lembrou como seu pai, Hugo Adler, foi levado ao Vaticano em 1941 e lá ficou
escondido durante cinco semanas. Durante esse tempo, encontrou o Papa Pio XII
em muitas ocasiões.

Hugo foi
enviado através de uma rede vaticana pela França e Espanha e depois a Sosua, na
República Dominicana.

Em seu
relato, Robert disse ter sabido através de investigações que os nazistas tinham
planejado aniquilar primeiro os judeus e logo fariam o mesmo com os católicos.
Observou que, devido a isso, o Pontífice realizou todos os esforços do resgate
secretamente.

Concluiu
que seu pai teria morrido se Pio XII não interviesse.

Krupp
expressou gratidão pelo testemunho de Adler, afirmando que “apresentando essa
lembrança tão reveladora, ele pagou a enorme dívida contraída com todos aqueles
que arriscaram suas vidas para conseguir salvar as vítimas da Shoah”.

A Pave
the Way Foundation colocou cerca de 40.000 documentos junto com
testemunhos em vídeo em sua página web para evidenciar o papel de Pio XII na
Segunda Guerra Mundial.

Elliot
Hershberg, presidente do Conselho diretor da fundação, observou: “Este esforço
foi muito custoso e difícil para a fundação, mas valeu a pena”.

“De acordo
com nossa missão se podemos ajudar a iluminar este período controverso que foi
fonte de discórdia entre judeus e católicos durante mais de 46 anos, teremos
ajudado a mudar o curso da história e a melhorar as relações num momento no
qual isso é tão necessário”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.