Grupo de rebeldes extremistas quer assassinar Bispo na República Centro-Africana

Bandeiras dos PaisesO Site ACIDIGITAL informou nesta sexta-feira (22 de março de 2013) que na República Centro-Africana existe um grupo rebelde denominado Seleka, que recentemente dominou Bangassou, agora possui uma lista de pessoas a serem assassinadas, incluindo o Bispo local e outros membros da cúria local.

Dom Juan José Aguirre Muños, o bispo local, afirmou em uma carta enviada à agência Fides, sobre este grupo é formado principalmente por chadeanos e sudaneses: “Todos falam árabe e querem derrocar ao governo para criar uma república islâmica. Já conquistaram cinco dioceses e mais de 10 cidades”, denunciou o Prelado, que advertiu que este grupo islâmico tem “uma lista de pessoas às que fazer mal: eu sou o primeiro, seguido por meu vigário e depois pelo procurador e outros”.

Relatou que os rebeldes “entraram em Bangassou em 11 de março depois de combater contra as poucas forças do exército centro-africano que se encontravam na cidade”.

“Roubaram uns dez carros da missão, do seminário menor, da segunda paróquia de Bangassou. Destruíram a casa dos Padres Espiritanos, das Irmãs Franciscanas e logo roubaram e destruíram a casa do reitor do seminário menor diocesano, a carpintaria, o centro de Internet, o colégio católico, a pediatria, a farmácia, a nova área de cirurgia, a maternidade”, assinalou.

Além disso, destruíram a “prefeitura, o hospital geral, deixando jogados pelo chão os pacientes que tinham uma via intravenosa no braço para roubar os colchões. O único que respeitaram foram as mesquitas e os comerciantes muçulmanos a quem deram parte dos nossos bens para vender”.

A esta ameaça se soma a rebelião do Exército de Resistência do Senhor –extremistas cristãos–, “que há sete anos açoita os civis. Fomos testemunhas de horrores de todo tipo: homicídios, crianças separadas dos seus pais e levadas ao bosque, queima de aldeias, abusos, os direitos das pessoas pisoteados sem piedade”.

“Agora temos os rebeldes Seleka e não sabemos quanto tempo vão ficar. Só podemos orar ao Senhor”, expressou o Bispo.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25139

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.