Governo de Angola elogia empenho da Igreja para o desenvolvimento do país

Ondjiva (Sexta-feira, 24-02-2012, Gaudium Press) No último domingo, 19, foi celebrada a Eucaristia de consagração do novo bispo da Diocese de Ondjiva, Dom Pio Hipunyati. O evento teve a participação do ministro da Assistência e Reinserção Social, João Baptista Kussumua, como representante do presidente da Republica, José Eduardo dos Santos.

Na ocasião, Baptista elogiou o empenho e a dedicação da Igreja Católica no desenvolvimento do país, afirmando que ao longo da história ela tem sido uma parceiro privilegiado do executivo na formação integral do homem e do seu desenvolvimento social.

Conforme o ministro, a Igreja sempre teve um papel preponderante na pacificação dos espíritos e tem colaborado na implementação de programas e projetos sociais do Estado angolano nos campos da saúde, cultura, reinserção social, educação, família e promoção da mulher, entre outros.

A cerimônia de Eucaristia foi presidida pelo núncio apostólico em Angola, Dom Novatus Rugambwa, que, em sua homilia, enalteceu a função do bispo, afirmando que ela consiste em propiciar o crescimento da Igreja.

Sobre a função do bispo, Dom Novatus destacou ainda que é preciso “trabalhar com respeito e responsabilidade para unificar a Igreja Católica e fazer chegar a palavra de Deus a todas as famílias”.

Com informações da Rádio Vaticano.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.