Crise no Congo: AIS contribuirá com 50.000 euros para ajudar população local

O site ACIDIGITAL informou nesta segunda-feira (17 de dezembro de 2012), que diante da situação de emergência que se encontra a República Democrática do Congo a Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) irá enviar uma ajuda de 50.000 euros ao país atendendo ao pedido dos missionários locais.

O dinheiro enviado aos missionários religiosos deverá ser repartido para  ajuda humanitária entre os habitantes dos campos de refugiados de Goma nos que já nem sequer estão seguros já que o passado 20 de novembro o assentamento da Kanyaruchinya foi atacado e seus perto de 60.000 habitantes fugiram presos ao pânico.

A Fundação Pontifícia explicou que, “às portas do Natal, os bispos e missionários daquele país se dirigiram à Ajuda à Igreja que Sofre uma chamada urgente e desenharam com suas palavras ‘um portal de presépio cheio de dor, de fome, de injustiça e de matanças'”.

AIS incentiva a que todos os fiéis nas redes sociais e outros meios rezem a seguinte oração:

Pedimos, Senhor: Pela paz e a unidade da República Democrática do Congo, para que todos os seus habitantes trabalhem juntos na construção de uma nação. Que mesmo após tantos anos de sofrimento, não se deixem desanimar e mantenham a esperança de um futuro melhor.
Amém.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24632

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.