Ângelus: “Antes de poder falar de Deus e com Deus, é preciso escutá-Lo”

Neste domingo (27 de janeiro de 2013), o Santo Padre ao proferir suas palavras durante a oração do Ângelus, afirmou que o Evangelho do dia nos convida a refletir sobre nossa capacidade de escutar a Deus: “Antes de poder falar de Deus e com Deus, é preciso escutá-Lo”. E completou dizendo: “a liturgia da Igreja é a ‘escola’ desta escuta do Senhor que nos fala”.

Segundo o site ACIDIGITAL, o Papa assinalou que o  Evangelho de hoje: “Apresenta-nos Jesus que “com o poder do Espírito” ia aos sábados à sinagoga de Nazaré” onde “levantou-se para ler e encontrou uma passagem do profeta Isaías que inicia assim: “O Espírito do Senhor Deus repousa sobre mim, / porque o Senhor consagrou-me pela unção; / enviou-me a levar a boa nova aos humildes””.

“Jesus, de fato, terminada a leitura, em um silêncio cheio de atenção, disse: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir.””

Papa Bento XVI disse que: “São Cirilo de Alexandria afirma que o “hoje”, localizado entre a primeira e a última vinda de Cristo, está ligado à capacidade do crente de escutar e arrepender-se. Mas em sentido ainda mais radical, é o próprio Jesus o “hoje” da salvação na história, porque completa a plenitude da redenção. O termo “hoje”, muito querido por São Lucas, relata-nos o título cristológico preferido pelo próprio Evangelista, aquele de salvador. Já nos relatos da infância, esse está presente nas palavras do anjo aos pastores: “Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, Cristo Senhor”.

Queridos amigos, esta canção desafia “hoje” também a nós. Antes de tudo nos faz pensar no nosso modo de viver o domingo: ”dia de repouso e da família, mas antes ainda dia de dedicar ao Senhor, participando da Eucaristia, na qual nos alimentamos do Corpo e Sangue de Cristo e da sua Palavra de vida”.

“Cada dia pode se transformar no hoje salvífico, porque a salvação é história que continua para a Igreja e para cada um dos discípulos de Cristo. Este é o sentido cristão do “carpe diem”: aproveite o hoje em que Deus te chama para doar-te a salvação!”.

E assim o Pontífice conclui: “A Virgem Maria seja sempre o nosso modelo e a nossa guia no saber reconhecer e acolher, a cada dia da nossa vida, a presença de Deus, Salvador nosso e de toda a humanidade”.

Fonte: http://acidigital.com/noticia.php?id=24760

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.