O sacramento do matrimônio sempre existiu na Igreja?

O sacramento do matrimônio sempre existiu na Igreja, mas só após o século IV é que surgiu uma fórmula ou um rito do matrimônio e foi se formando uma Liturgia do matrimônio. Leia também: A celebração do matrimônio Porventura todas as pessoas estão vocacionadas para o Matrimônio? Conheça 3 símbolos importantes … Continue Lendo

O Credo de Santo Atanásio

Este credo, apesar do nome, foi divulgado por Santo Ambrósio, incluído na liturgia, e é autêntica profissão de fé e totalmente reconhecido pela Igreja Católica. 1. Quem quiser salvar-se deve antes de tudo professar a fé católica. 2. Porque aquele que não a professar, integral e inviolavelmente, perecerá sem dúvida … Continue Lendo

Eu vos explico o que é a Teologia da Libertação

Resumo: O Cardeal Joseph Ratzinger, hoje Papa emérito Bento XVI, quando Prefeito da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, escreveu uma exposição sobre a Teologia da Libertação em sua forma extremada, em 18 de março de 1984. Partindo das respectivas premissas e realçando os conceitos característicos do sistema, o … Continue Lendo

Por que existem tantos sinais e símbolos nas celebrações litúrgicas?

Deus sabe que nós, humanos, somos seres não apenas espirituais, mas também corporais; precisamos de sinais e de símbolos para conhecer e indicar realidades espirituais ou íntimas. [1145-1152] Leia também: Símbolos Litúrgicos Símbolos Litúrgicos ligados à Natureza O que são símbolos da fé? Sejam rosas vermelhas, alianças, vestuário negro, grafitos ou … Continue Lendo

Batismos de padre americano que serviu 20 anos em Salvador são inválidos

Segundo o ACI Digital (08/02/2022), um padre de Phoenix, Arizona, EUA, desculpou-se, pediu perdão e renunciou ao cargo de pároco após ficar estabelecido que os batizados que fez ao longo de duas décadas de serviço sacerdotal na diocese de Salvador (BA), na diocese de San Diego e na diocese de … Continue Lendo

O que significa a Missa e os paramentos do Sacerdote?

A santa Missa é a presentificação do Sacrifício de Jesus no Calvário. Não é repetição e nem multiplicação desse acontecimento; é a sua renovação, atualização. As ações de Cristo são “teândricas”, isto é, humanas e divinas ao mesmo tempo, por isso, não se esgotam no tempo como as nossas ações. … Continue Lendo