História da Igreja: O Islamismo e a Igreja

Enquanto no Ocidente o Cristianismo se propagava sempre mais, no Oriente e no Norte da África sofreu sérias restrições por parte do Islamismo fundado no século VII A pessoa de Maomé Maomé (Muhammad-ibn-Abdallag-ibn-Mottalib) nasceu em Meca (Arábia Central) provavelmente em 580. Faleceu com pouco mais de 50 anos, em 632. … Continue Lendo

O que é necessário para um credo ser considerado religião?

Não é muito fácil distinguir uma religião de uma seita; não é só pelo credo. Normalmente se considera uma religião, uma crença organizada hierarquicamente, com normas claras de orientação, culto, etc, como é o caso das grandes religiões: judaísmo, islamismo, budismo, cristianismo, protestantes tradicionais (luteranos, anglicanos), ortodoxos, etc. Leia também: Catolicismo e … Continue Lendo

O que é o Islamismo?

O Islamismo (ou Islã) foi fundado por Maomé (Muhammad-ibn-Abdallag-ibn-Mottalib), que nasceu em Meca (Arábia Central), por volta de 580, e morreu em 632. Desde adolescente, viajava com seu tio comerciante em caravanas pela Arábia, a Assíria e a Mesopotâmia, e teve contato com judeus e cristãos. Foi casado com a viúva Kadija.

Impressionado pela desunião dos homens entre si, mortificava-se e rezava nas montanhas. Diz ele que, certa vez, na “Noite do Destino”, teve uma visão: em sonho, um estranho personagem lhe deu um livro (rolo), o Corão ou Alcorão. Ele, então, sentiu que Deus lhe dava a missão de reformar as crenças, pôr termo à idolatria e às disputas religiosas do povo árabe, indicando a todos o caminho do céu. Diz ele que julgava-se perseguido por espíritos, quando, certa vez, a estranha voz lhe declarou: “Sou o anjo Gabriel e tu serás o apóstolo do Senhor”.

Daí para frente, pôs-se a pregar nova forma de religião: o “Islã” ou, em árabe, a Submissão, Dedicação à Vontade de Deus. Maomé apoiava-se na fé em um só Deus, Alá, criticando os cultos pagãos. Isso irritou a aristocracia de Meca, que o perseguiu. Transferiu-se, então, para a cidade de Medina na noite de 16 de julho de 622. Esse acontecimento ficou com o nome de Hidjra ou Hegira, Fuga, e marca o início da era maometana.

Saiba mais sobre o Islamismo neste vídeo:

Cristã paquistanesa tem a pena de morte confirmada

A agência Fides confirmou no último dia 16 a sentença de morte de Asia Bibi, mulher cristã paquistanesa, que se recusou a converter-se ao Islamismo. Veja a notícia na íntegra: Paquistanesa morrerá por ser cristã Confirmada a sentença de morte de Asia Bibi, mulher cristã paquistanesa A Justiça de Lahore, … Continue Lendo

Maria Santíssima no Corão e no Islamismo – EB

Em síntese: Maomé conheceu os escritos bíblicos assim como tradições judaicas e cristãs. Ao redigir o Corão, deixou transparecer grande estima por Maria SS., à qual dedicou o capítulo (Sura) 19, versos 16-34 do seu livro, além de fazer várias outras referências a Maria SS. O “profeta” dá testemunho da … Continue Lendo

Paquistão: Jovem cristão desaparece logo após abandonar o Islamismo

O site ACIDIGITAL informou nesta terça-feira (25 de junho de 2013) que um jovem de 16 anos recém convertido ao cristianismo, após ter deixado o Islamismo, desapareceu no último dia 25 de maio, em Peshawar, no Paquistão. Até onde se sabe, não se tem notícias do jovem. O Sacerdote Mario … Continue Lendo

O Islamismo – EB (Parte 1)

Em síntese: O islã foi fundado por Maomé (Muhammad = o Louvado) no ano da hegira (= êxodo), ou seja, em 622. O “Profeta” fundiu  elementos do judaísmo, do Cristianismo e da religião árabe num estrito monoteísmo, que professa como síntese de seu Credo: “Allah é Deus e Maomé é seu enviado”. Os maometanos … Continue Lendo

O Islamismo – EB (Parte 2)

O paraíso é concebido como jardins banhados por riachos; os homens terão “esposas purificadas” (Corão 2,25); todos gozarão de bens que satisfarão plenamente as suas necessidades corporais e espirituais. Todavia raramente serão chamados a ver a Deus, pois isto é uma graça toda especial. O inferno consta de fogo ardente … Continue Lendo