Os dogmas solenemente proclamados pelos Papas

Poucas vezes na história da Igreja os Papas tiveram a necessidade de se pronunciar “ex-cathedra”. E nem todos os dogmas da fé católica foram pronunciados solenemente; por exemplo, no Credo, há 12 Artigos de Fé, que não precisaram ser proclamados solenemente, já que vieram dos Apóstolos. Podemos relatar, em ordem … Continue Lendo

Você sabe qual é a função e a missão do Papa na Igreja?

Sabemos que o Papa é o sucessor de São Pedro (não de Jesus Cristo); é o Vigário de Cristo na Terra. Cristo não tem sucessor, tem vigário. A ele Jesus deu todo o poder na Igreja para “confirmar os irmãos na fé” (Lc 22,32), é o chamado “múnus petrino”. A ele … Continue Lendo

12 chaves para compreender o dogma da Santíssima Trindade

Neste domingo, a Igreja celebra a solenidade litúrgica da Santíssima Trindade, mistério central da fé cristã. A seguir, apresentamos 12 dados importantes que deve saber sobre esta celebração: 1. A palavra Trindade nasceu do latim Provém da palavra “trinitas”, que significa “três” e “tríade”. O equivalente em grego é “triados”. … Continue Lendo

Por que é importante a oração de intercessão?

A Igreja é uma família, nós todos somos membros do corpo de Cristo e existe um dogma de Comunhão dos Santos, que ensina que todos nós estamos ligados. Quando uma alma sofre, ou alguém peca, todos são afetados; quando uma alma se eleva, todos são elevados.

Neste vídeo, o Prof. Felipe Aquino explica a importância da oração de intercessão.

Confira:

O que significa o sinal da Cruz? Por que os cristãos devem fazê-lo?

O primeiro sinal do cristão, o mais importante e o mais conhecido é o Sinal da Cruz. O Sinal da Cruz é riquíssimo em significado. Por Ele expressamos, anunciamos três verdades ou dogmas fundamentais da nossa religião: o Dogma da Santíssima Trindade, da Encarnação e da Morte de Jesus Cristo. … Continue Lendo

Por que o Católico não pode ser Espírita?

Cada religião possui seus dogmas, seus artigos de fé. Se duas religiões possuíssem os mesmos pensamentos e dogmas não seriam duas, mas apenas uma. Por isso, uma pessoa não pode participar de duas religiões, pois não cumprirá honestamente nem uma, nem outra. O católico não pode ser espírita porque: 1.  O católico admite a … Continue Lendo