Sacerdote que disse “família que reza unida permanece unida” a um passo dos altares

Segundo o site ACI Digital (20/12/2017), o sacerdote irlandês Pe. Patrick Peyton, que pronunciou a famosa frase “família que reza unida permanece unida”, está a um passo de ser declarado Beato, depois que, no dia 19 de dezembro, o Papa Francisco aprovou o decreto que reconhece as suas virtudes heroicas.

O Servo de Deus nasceu em 9 de janeiro de 1909 na Irlanda e também é conhecido como “sacerdote do rosário”, pois promovia a oração mariana.

Ele teve 8 irmãos e desde pequeno mostrou uma profunda vida espiritual através da oração diária do terço e com um grande desapego das coisas materiais.

Em maio de 1928, emigrou com Tom, seu irmão mais velho, aos Estados Unidos, para procurar trabalho.

Depois de conhecer um sacerdote que os convidou para se unirem à Congregação de Santa Cruz, iniciou os seus estudos sacerdotais na Universidade de Notre Dame. Entretanto, teve tuberculose e ficou doente o ano inteiro.

Durante cerca de um ano, permaneceu na cama de um hospital e a sua situação se tornou cada vez mais grave. Pe. Hagerty, um sacerdote idoso, o encorajou a confiar no poder da intercessão da Virgem Maria. A comunidade de Santa Cruz começou uma novena de Missas pela sua recuperação.

Durante aquela semana, Patrick anunciou que se sentia melhor. Surpreendidos, os médicos o examinaram e confirmaram a sua cura. Ele pôde voltar a estudar e foi ordenado sacerdote em 15 de junho de 1941.

Em agradecimento à Virgem, decidiu promover a devoção a Maria e a oração do rosário. Pe. Peyton foi fiel a este compromisso até o final da sua vida.

Em 1942, fundou a Apostolado do Rosário em Família. Seu zelo para promover a oração familiar, especialmente o Rosário, foi extraordinário.

Pe. Peyton começou a promover a oração do rosário nas famílias através de cartas dirigidas aos bispos dos Estados Unidos. Foi quando disse a sua famosa frase: “família que reza unida permanece unida”.

Impressionados pelo seu empenho pastoral, os bispos dos Estados Unidos apoiaram a campanha de oração familiar do rosário em suas dioceses. Pe. Peyton conseguiu inclusive fazer com que transmitissem a oração em uma estação de rádio local.

A partir de 1947, diversas estrelas de Hollywood apoiaram um novo projeto do sacerdote irlandês: a produtora Family Theater Productions, cujo objetivo era a produção de filmes com valores cristãos e humanistas.

Aos poucos, o sacerdote estendeu a sua campanha para promover a oração mariana por todo o mundo através das chamadas “Cruzadas do Rosário”, no Canadá, Reino Unido e em outros países. Seus eventos reuniram centenas de milhares de pessoas nas cidades de Barcelona, ??San Francisco e São Paulo.

A saúde de Pe. Peyton nunca foi forte. Entretanto, inclusive depois da cirurgia cardíaca, continuou seu trabalho, só deixou de realizar a sua campanha quando estava muito doente e já não podia sair do seu quarto.

O sacerdote faleceu sob o cuidado das Irmãzinhas dos Pobres em San Pedro, na Califórnia, em 3 de junho de 1992. Suas últimas palavras foram: “Maria, minha Rainha, minha Mãe”.

“A família é o maior tesouro da terra. Deus é o maior tesouro do Céu. O Rosário é o elo de aço que tem o poder de unir ambos pelo tempo e pela eternidade”, esta é uma das suas frases.

Oração para pedir a intercessão do Pe. Patrick Peyton

Deus, nosso Pai, tua sabedoria se manifesta em toda a criação e poder da tua graça se revela na vida das pessoas santas, que nos inspiram a confiar mais em ti e a servir aos outros com mais generosidade. De maneira única, abençoaste a vida e a obra do teu servo Padre Patrick Peyton, C.S.C., e o converteste em um apóstolo fervoroso de Maria, Rainha do Santo Rosário e nossa Mãe. Através da tua intercessão, pedimos esta graça … Por favor concede-o, se é para a tua honra e glória, através de Jesus Cristo nosso Senhor. Amém.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/sacerdote-que-disse-familia-que-reza-unida-permanece-unida-a-um-passo-dos-altares-19611/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.