Religiosa que evitou massacre em Myanmar arrisca a vida por pacientes de covid

Segundo o ACI Digital (25/08/2021), a religiosa que arriscou a vida para evitar um massacre em Myanmar, em fevereiro, agora arrisca a sua vida atendendo os doentes da covid-19 nas aldeias remotas do país. “Sinto que é o meu dever”, diz a irmã Ann Rose Nu Tawng.

Ela é missionária de São Francisco Xavier em Myanmar. Durante as manifestações de fevereiro por causa de um golpe militar no país, a religiosa arriscou a vida ao se ajoelhar na frente das forças da ordem para evitar a violência contra os manifestantes. A freira evitou, com isso, o massacre de uma centena de pessoas.

Agora, a irmã Ann Rose Tawng presta assistência aos doentes de covid-19 nas aldeias atingidas pela pandemia, onde a população não conta com hospitais, segundo a UCA News, agência católica de notícias da Ásia. Além de estarem a quilômetros de distância, os hospitais da região já não aceitam o ingresso de mais doentes porque não contam com leitos disponíveis nem funcionários suficientes para atender a demanda. “Não tenho medo de morrer, mesmo que eu seja infectada com a covid-19”, declarou a irmã Ann Rose à UCA News.

A religiosa trabalha no centro de saúde administrado pela Igreja no estado de Kachin, em Myanmar. Vestida com uma equipe de proteção pessoal (EPI), está próxima aos doentes dando apoio moral e médico a quem precisar.

A roupa de plástico e a humidade de Myanmar fazem com que a irmã sofra muito calor. Mas ainda assim, ela diz: “Não posso ficar parada. Vi as dificuldades que as pessoas enfrentam na região”. Desde o mês de junho, a irmã Anne Rose visitas as casas das aldeias vizinhas, tanto de budistas como de cristãos.

“Não me sinto cansada, apesar da preocupação com as tarefas diárias. Sinto que é o meu dever”, afirmou.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/religiosa-que-evitou-massacre-em-myanmar-arrisca-a-vida-por-pacientes-de-covid-50265

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.