Por que colocamos uma estrela no topo da árvore de Natal?

A tradição de utilizar esse e outros ornamentos tem origens curiosas

De acordo com a tradição, devemos terminar de montar a árvore de Natal na noite do dia 24 de dezembro. Ela também deve ser desmontada 12 noites depois, na Epifania. No entanto, algumas pessoas acham que este período é muito pouco para aproveitar a decoração. Por outro lado, vemos árvores de Natal “florescendo” por todas as partes já no começo de dezembro ou até antes…

As primeiras decorações da árvore de Natal têm um significado especial: o abeto, uma espécie de pinheiro, símbolo do paraíso, era decorado com maçãs vermelhas – a fruta proibida – e biscoitos, que representavam as hóstias. A árvore sempre era coroada com a estrela de Belém.

A Reforma contribuiu com a difusão do costume da árvore de Natal, já que os protestantes preferiam o abeto natalino às representações das figuras bíblicas da Natividade.

Leia também: Símbolos do Natal

Qual é o dia certo para montar a árvore de Natal?

O que a Árvore de Natal simboliza?

O mistério da Estrela de Belém

A estrela e as bolas de Natal

A estrela, símbolo luminoso que conduziu os Reis Magos até Cristo, foi durante muito tempo representada por um uma vela acesa na parte de cima das árvores de Natal que eram instaladas sob os pórticos das igrejas.

Mas, diante dos riscos de incêndio, logo preferiu-se mudar a vela por uma estrela dourada. Para lembrar que se trata de uma celebração de nascimento, pedia-se ao membro mais jovem da família que colocasse a estrela na ponta.

Quanto às bolas, durante um forte inverno, em que não havia maçãs para colocar no abeto, comerciantes do setor tiveram a ideia de substitui-las por bolas de cristal.

As decorações de Natal

A imaginação é rainha quando o assunto é a decoração da árvore de Natal. E, mesmo um pastor protestante visse isso com maus olhos no Catecismo publicado em 1642, as pessoas passaram a colocar rosas de papel, doces e brinquedos na árvore. Os primeiros pinheiros iluminados surgiram no século XVII graças às cascas de nozes cheias de óleo.

Assista também: Você conhece os símbolos do Natal?

A escolha da árvore de Natal

Para dar mais encanto à decoração, também é necessário levar em conta o aroma. Algumas variedades de pinheiro, como os da Normandia, têm a vantagem de soltar uma agradável fragrância. Além disso, também suportam bem o peso bolas de Natal e ficam ainda mais bonitos com os presentes rodeando-os.

Fonte: https://pt.aleteia.org/2017/12/01/por-que-colocamos-uma-estrela-no-topo-da-arvore-de-natal/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.