Perseguição religiosa cresce em nível mundial

A China foi o país com o nível mais alto de perseguição religiosa, seguida pelo Irã, pela Malásia, pelo Tajiquistão e por outras 21 nações asiáticas.

De acordo com o site Gaudium Press, o Pew Research Center (Centro de Pesquisa Pew), órgão localizado que desde 2007 estuda a perseguição religiosa no mundo, divulgou o resultado de última pesquisa.

Durante a pesquisa, na qual foram analisados 198 países, se utilizou 20 indicadores dos quais se atribuiu uma porcentagem específica para cada país, de acordo com as restrições impostas pelo governo local e as liberdades religiosas destas sociedades.

País com maior nível de perseguição religiosa

A China foi o país com o nível mais alto de perseguição religiosa, seguida pelo Irã, pela Malásia, pelo Tajiquistão e por outras 21 nações asiáticas. A maior parte dos governos que restringem a liberdade religiosa se encontra na Ásia-Pacífico, no Oriente Médio e no Norte da África.

Desde que são realizados esses estudos, a China é quem encabeça a lista. Algumas das ações das autoridades do país são: prisões, abusos físicos, destruição de propriedade, despejos e expulsão. Em países como o Tajiquistão, o governo controla a educação religiosa. Já na Índia e na Tailândia existem leis contra a conversão religiosa.

Governos autoritários são mais propensos a restringir a religião

Ainda de acordo com a pesquisa, as restrições aplicadas pelos governos costumam ser impostas de forma autoritária. Países com elevadas restrições impostas pelos seus governos são considerados ‘democracias imperfeitas’, tais como Malásia, Indonésia e Singapura.

De acordo com o estudo, os governos autoritários são mais propensos a restringir a religião e apenas 7% dos países com restrições baixas são autoritários. “Nenhum país classificado como uma democracia plena teve restrições governamentais ou hostilidades sociais ‘muito altas’”, concluiu o Pew. (EPC)

Fonte: https://gaudiumpress.org/content/perseguicao-religiosa-cresce-em-nivel-mundial/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.