Papa reza pelos meios de comunicação que permitem que pessoas não estejam tão isoladas

Segundo o site ACI, o Papa Francisco pediu para rezar por todos aqueles que trabalham na mídia que permitem que as pessoas não estejam “tão isoladas” durante a pandemia de coronavírus, COVID-19.

Assim indicou o Santo Padre no início da Missa na Casa Santa Marta, nesta quarta-feira, 1º de abril, na intenção de oração da Eucaristia, na qual também agradeceu às pessoas que trabalham na mídia pelo serviço que realizam informando a população, educando as crianças e ajudando todos “a suportar este tempo de fechamento”.

“Hoje, gostaria que rezássemos por todos aqueles que trabalham na mídia, que trabalham para comunicar, hoje, para que as pessoas não se encontrem tão isoladas; pela educação das crianças, pela informação, para ajudar a suportar este tempo de fechamento”, pediu o Papa.

A propagação do coronavírus na Itália ainda não parou. O número de infectados por COVID-19 em todo o país é de 77.635 e, até o momento, 12.428 pessoas morreram, segundo dados oficiais atualizados em 31 de março.

Por esse motivo, as autoridades italianas fecharam as escolas em 5 de março e pediram à população que não saia de casa desde 9 de março.

Além disso, devido ao contágio exponencial, que no começo foi principalmente no norte do país, o governo italiano teve que aumentar gradativamente as medidas restritivas de movimento e suspender atividades produtivas não essenciais, tudo sem indicar a data em que o confinamento terminará.

Nesse sentido, o Vaticano e a Igreja em Roma tiveram que adotar diferentes medidas, para evitar as aglomerações inicialmente e agora também para limitar o movimento de funcionários do Vaticano que não trabalham com informações reservadas, por isso, a maioria deles está trabalhando de suas casas também.

Além disso, o Papa Francisco recebeu o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte em uma audiência privada no Vaticano, em 30 de março, e continua celebrando a Santa Missa privada na capela da Casa Santa Marta, além de presidir a audiência geral e a oração do Ângelus sem a presença dos fiéis.

O Papa pede oração pelos meios de comunicação

Não é a primeira vez que o Papa reza por jornalistas ou por pessoas que trabalham nos meios de comunicação.

No vídeo da rede mundial de oração do Papa, divulgado em outubro de 2016, o Santo Padre pediu orações pelos jornalistas e pelos meios de comunicação, para que contribuam com a construção da cultura do encontro e estejam motivados pelo respeito e pela verdade.

“Costumo perguntar-me: Como se podem colocar os meios de comunicação ao serviço de uma cultura do encontro? Precisamos de informação que leve ao compromisso com o bem da humanidade e do planeta”.

Por esse motivo, o Papa Francisco pediu a todos que se unissem a essa intenção de oração: “para que os jornalistas, no desempenho da sua profissão, sejam sempre animados pelo respeito à verdade e por um forte sentido ético”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/papa-reza-pelos-meios-de-comunicacao-que-permitem-que-as-pessoas-nao-estejam-tao-isoladas-44995

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.