Papa Francisco recorda a acólitos reunidos em Fátima exemplo do Beato Carlo Acutis

Segundo o ACI Digital (03/05/2021), por ocasião da XXV Peregrinação Nacional dos Acólitos ao Santuário de Fátima, em Portugal, o Papa Francisco enviou uma mensagem na qual recordou o exemplo e uma frase do beato Carlo Acutis, que em 03 de maio, faria seu trigésimo aniversário.

O evento ocorreu no sábado, 01, com um número reduzido devido à pandemia de Covid-19, e teve como o tema a frase “Sê Santo, Sê Original”, uma expressão usada pelo Beato Acutis.

O texto, escrito em português, foi dirigido a Dom José Manuel Garcia Cordeiro, presidente da Comissão Episcopal Portuguesa de Liturgia e Espiritualidade.

Na sua saudação, o Pontífice recordou a importância dos acólitos na missa, cada vez que se aproxima do Altar por poder “colaborar de perto” para o milagre da pequena partícula de pão que se torna Corpo de Cristo e o vinho do cálice que se torna Sangue de Cristo. “Os teus olhos não veem Jesus, mas o coração e os lábios adoram-No”, escreveu o Santo Padre.

“Hás de comportar-te como convém no serviço das coisas santas. A tua atitude interior e exterior esteja de acordo com o que fazes, sobretudo quando te encontras junto do altar, quando fazes o sinal da cruz, quando te ajoelhas, quando estás sentado ou quando participas na oração e nos cânticos em comum. Animado de respeito e recolhimento interior, o teu serviço de acólito tomar-se-á uma profissão de fé para a comunidade. Para isso, põe todo o entusiasmo da tua idade no encontro com Jesus escondido sob o véu eucarístico. Oferece a Jesus as tuas mãos, os teus pensamentos e o teu tempo, e Ele não deixará de te recompensar”, acrescentou o Pontífice.

O Papa, então, trouxe o exemplo dos Santos que encontraram na Eucaristia “o alimento para o caminho de perfeição, senão mesmo da vida corporal”, como o Santo Cura d’Ars e a Beata portuguesa Alexandrina de Balazar – que passou 14 anos se alimentando apenas da Comunhão.

“A primeira coisa que pede Jesus, assim, é ser santo; a segunda, afirmou o Pontífice, é ser original, como exorta o tema da peregrinação deste ano. O próprio Beato Carlo Acutis já observava que “todos nascem como originais, mas muitos morrem como fotocópias”.

“Quando se fala em imitar os Santos, não significa copiar o seu modo de ser e de viver a santidade. (…) Tens de descobrir quem és e desenvolver o teu modo pessoal de seres santo, independentemente daquilo que digam e pensem os outros. Fazeres-te santo é tornar-te mais plenamente tu próprio, aquele que Deus quis sonhar e criar, não uma fotocópia. A tua vida deve ser um estímulo profético que sirva de inspiração para os outros, que deixe uma marca neste mundo, aquela marca única que só tu poderás deixar”, lembrou o Santo Padre ecoando as palavras de Carlo Acutis, o jovem que faleceu com apenas 15 anos de idade e é recordado como o ciberapostólo da Eucaristia.

Por fim, o Pontífice também exortou os acolites a invocar frequentemente São José, Guardião da Sagrada Família e Padroeiro da Igreja Universal, para “servir sempre dignamente o milagre da descida de Jesus à terra que diariamente se realiza nos Altares”.

“Por favor, querido acólito, não te deixes cair na mediocridade, que rebaixa e nos torna cinzentos. Mas a vida não é cinzenta, a vida deve apostar em grandes ideais. Não sigas pessoas negativas, mas continua a irradiar à tua volta a luz e a esperança que vêm de Deus! Como sabes, esta esperança não desilude; nunca desilude! Com Deus, nada se perde, mas sem Ele tudo está perdido. Não tenhas medo, pois, de lançar-te nos braços do Pai do Céu, e confiar n’Ele, que providenciará fazer de ti o santo original que Ele quer”, concluiu.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-recorda-a-acolitos-reunidos-em-fatima-exemplo-do-beato-carlo-acutis-41308

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.