Papa Francisco pede “moderação e diálogo” a palestinos e israelenses

Segundo o ACI Digital (24/07/2017), após a oração do Ângelus no domingo, na Praça de São Pedro no Vaticano, o Papa Francisco convocou à “moderação e ao diálogo” israelenses e palestinos para pôr fim à onda de violência que, há dias, afeta a cidade de Jerusalém e que até o momento provocou 8 mortes.

“Acompanho com preocupação as graves tensões e as violências destes dias em Jerusalém. Sinto a necessidade de expressar um premente apelo à moderação e ao diálogo”, assinalou o Pontífice.

Em seguida, o Santo Padre incentivou os presentes na Praça de São Pedro a se unir a ele “na oração, para que o Senhor inspire em todos, propósitos de reconciliação e de paz”.

Desde o dia 14 de julho, a violência se estendeu pela cidade velha de Jerusalém e os territórios palestinos após a decisão da polícia de Israel de incrementar as medidas de controle de acesso à esplanada das mesquitas com a instalação de pontos de segurança.

Esta medida, que se deu como consequência do assassinado de dois agentes israelenses depois de um tiroteio em um dos acessos ao lugar sagrado, se somou à decisão de fechar a entrada ao recinto onde se encontra a mesquita de Al Aqsa (o terceiro lugar sagrado mais importante para os muçulmanos) a todos os homens menores de 50 anos.

Entretanto, estas medidas preventivas não alcançaram o resultado esperado e provocou uma séria de protestos violentos nos territórios palestinos com enfrentamento entre cidadãos palestinos com colonos e policiais israelenses. Nesses confrontos, 3 jovens palestinos perderam a vida e 3 israelenses membros de uma mesma família morreram na sexta-feira, 21, em um dos assentamentos israelenses na Cisjordânia, depois que um palestino assaltou sua casa e os apunhalou.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-pede-moderacao-e-dialogo-a-palestinos-e-israelenses-60526/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.