Papa Francisco oferece alojamento a indigente que deu à luz no Vaticano

BebeManoMama_PixabayDominioPublico_200116Foi divulgado ontem, 20 de janeiro, que uma mulher sem-teto de 36 anos, que normalmente passa as noites nas proximidades do Vaticano onde pernoitam pessoas de diferentes nacionalidades, deu à luz uma menina na Piazza Pio XII, localizada entre a Praça de São Pedro e a Via da Conciliação. Agora, o Papa Francisco ofereceu alojamento gratuito durante um ano para ela e para a recém-nascida.

A mulher romena foi ajudada por um casal de policiais que patrulhava a região. Apesar do clima frio de Roma, o parto aconteceu na rua sem nenhum problema, graças a ajuda dos policiais.

Em seguida, a mãe e a filha foram levadas para o Hospital Santo Espírito, localizado entre a Via da Conciliação e o Rio Tiber.

A emocionante história não terminou por aí. O Esmoleiro Pontifício, Dom Konrad Krajewski, visitou a jovem romena e lhe ofereceu ajuda de parte do Santo Padre.

Segundo confirmou aos jornalistas o porta-voz da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, a mulher já recebia ajuda da Esmolaria.

“Acima de tudo, quero dizer que a mãe e a recém-nascida estão bem”, assegurou o Pe. Lombardi. “Os policiais ajudaram primeiro a mãe a dar à luz, depois acompanharam a mãe e a filha ao hospital Santo Espírito, onde nesta manhã o Arcebispo Konrad Krajevski foi visitá-las e oferecer, em nome do Papa Francisco, que sejam hóspedes por um ano da casa para mães solteiras do Vaticano, à cargo das Irmãs de Madre Teresa no bairro Primavalle”.

O porta-voz também contou que no passado “foi oferecido um abrigo à mulher, mas ela havia recusado ir para as Missionárias da Caridade”.

Não obstante, “a senhora usava as duchas e os outros serviços que o Papa Francisco colocou à disposição dos sem-teto perto do Vaticano”, há algum tempo.

Maria Capone é uma das policiais que assistiu a mulher durante o parto. Em declarações a Adnkronos, a assistente chefe da Polícia de Estado contou que “depois de ser avisada” ela se aproximou e viu “que a menina já havia nascido e ainda estava unida ao cordão umbilical da mãe e estava chorando”.

“A temperatura era baixa e nos preocupamos em agasalhar a recém-nascida até que a ambulância chegasse”, relatou. “Tivemos medo porque estava fazendo muito frio. Se demorássemos, a menina permaneceria mais à intempérie e com certeza não teríamos conseguido”.

O outro policial que presenciou este pequeno milagre aos pés da Praça de São Pedro, é Salvatore Vitale, que explicou: “Vi que a menina tinha a pele roxa, por isso tirei o meu casaco e a enrolei”.

A mãe e a menina, que foi recebeu o nome de Irene e pesa quase 3 quilos, estão no hospital e serão levadas a sua nova casa nos próximos dias.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-oferece-alojamento-a-indigente-que-deu-a-luz-no-vaticano-71048/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.