Papa Francisco fará pausa de oito semanas na agenda litúrgica

Segundo o ACI Digital (06/06/2024), o papa Francisco está desacelerando um pouco sua agenda litúrgica no período em que é verão na Itália, enquanto se prepara para participar da viagem internacional mais longa de seu pontificado, em setembro.

O papa, de 87 anos, não tem missas públicas em sua agenda por oito semanas em julho e agosto, segundo a agenda oficial do mestre de cerimônias litúrgicas papais publicada nesta semana.

O calendário atual do papa prevê que ele faça uma pausa nas liturgias públicas de 8 de julho a 1º de setembro. Antes disso, ele deve celebrar pelo menos três eventos de sua agenda litúrgica.

Ao longo de seu pontificado, o papa Francisco optou por uma agenda de verão mais movimentada do que seus antecessores, fazendo viagens internacionais, criando novos cardeais, estabelecendo novas celebrações da Igreja e renunciando ao tradicional retiro de verão na residência papal em Castel Gandolfo.

No entanto, Francisco manteve a tradição de tirar o mês de julho de suas audiências públicas (com exceção do ângelus dominical), algo que nos últimos anos lhe deu a chance de se recuperar de cirurgias médicas em junho de 2023 e julho de 2021.

O papa Francisco ainda não fez nenhuma viagem internacional até agora em 2024, mas tem duas em sua agenda no outono – incluindo uma ambiciosa turnê de duas semanas pelo sudeste asiático e Oceania, com paradas na Indonésia, Papua Nova Guiné, Timor-Leste e Singapura.

Agenda de verão do papa Francisco

O papa Francisco vai celebrar a missa pela solenidade de são Pedro e são Paulo, copadroeiros da cidade de Roma, na basílica de São Pedro, em 29 de junho, durante a qual vai abençoar os tradicionais pálios, ou estolas de lã, dados aos novos arcebispos metropolitanos instalados no último ano.

Em 1º de julho, o papa vai convocar um consistório de cardeais sobre a próxima canonização de novos santos. Segundo o dicastério para as Causas dos Santos, as canonizações a serem discutidas incluem a de Carlo Acutis, Giuseppe Allamano, Marie-Léonie Paradis e Elena Guerra, bem como os “Mártires de Damasco” mortos por ódio à fé em 1860.

A Santa Sé anunciou que o papa também fará outra visita pastoral na Itália antes de fazer uma pausa nas viagens. Francisco vai viajar para a cidade de Trieste, no norte da Itália, para uma viagem de um dia em 7 de julho.

O papa também deve participar da cúpula do G7 em junho para falar sobre a ética da inteligência artificial, embora a Santa Sé não tenha divulgado detalhes sobre a natureza da participação do papa no evento, que deve acontecer na região da Puglia, no sul da Itália, de 13 a 15 de junho.

O papa Francisco não fará suas habituais audiências de quarta-feira na praça de São Pedro durante todo o mês de julho, mas os visitantes de Roma que esperam ter um vislumbre do papa ainda poderão vê-lo todos os domingos, ao meio-dia, quando ele aparece na janela do Palácio Apostólico para a oração do Ângelus.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticia/58203/papa-francisco-fara-pausa-de-oito-semanas-na-agenda-liturgica

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.