Os benefícios dos métodos naturais para o planejamento familiar

familiaBanner20FamiliaMétodos Naturais

Os Métodos Naturais de Planejamento Familiar como técnica, constituem-se um componente importante do Planejamento Natural da Família. Atualmente, contamos com métodos cientificamente bem estudados e desenvolvidos. Não se trata mais de algo empírico e duvidoso. O desenvolvimento científico dos métodos naturais os colocou no campo da experimentação e evolução cientifica. Isto equivale a dizer que os métodos naturais hoje se equivalem, como técnica, a todos os outros métodos existentes. Porém, devemos entender que o Planejamento Natural da família não é só método natural.

Planejamento natural da família

vida_sexualPlanejamento Natural da Família é uma opção de vida. É a busca de algo que transforme, que vivifique, que dê sentido e razão. O método natural se plenifica no contexto de vida que o acolhe. Este contexto parte do principio da dignidade de toda pessoa e da sua busca e direito à plena realização e a sua dimensão transcendental.

Daí decorre a descoberta e valorização de uma individualidade verdadeira, de uma sexualidade plena, de um investimento em saúde, de uma abertura ao outro e à participação social e comunitária, de uma abertura à geração responsável de nova vida e sua acolhida generosa e feliz.

Espiritualidade conjugal

Este conjunto constitui uma nova e forte e encarnada espiritualidade do amor conjugal e da família. O Deus da Vida está presente e ativamente neste contexto, inspirando, alimentando com a sua graça, dando forças para que as pessoas possam cumprir com alegria a sua missão. Planejamento Natural da Família é esta nova opção de vida e de vivência do Amor em família e que, quando se trata de programar um novo filho, lança mão dos conhecimentos trazidos pelos métodos naturais.

Leia também: O Método Natural Billings

O não aos anticoncepcionais admite exceção? EB

Métodos Naturais e paternidade responsável – EB

Devemos ter filhos neste mundo cruel?

A Paternidade Responsável

BENEFÍCIOS DO MÉTODO DE OVULAÇÃO BILLINGS

O reforço da autoestima da própria mulher

Saber o que acontecendo em seu corpo, saber que pode ter relações prevendo as consequências, dignifica seu corpo. A função reprodutiva para muitas mulheres é uma espécie de buraco negro, é uma parte dela que não sabe nem como funciona, nem quando, nem o porquê se pode produzir a gravidez. Dar luz a todas estas incógnitas a faz mais dona de si mesma e permite a uma entrega maior a seu marido. Pode fazer que ele também se aproxime da maravilhosa engrenagem do funcionamento do corpo do homem e da mulher. Conhecer o ciclo menstrual é chave para conhecer o porquê a psicologia da mulher ao longo do mês também é cíclica. É positivo este conhecimento para as mulheres casadas e também para as jovens e adolescentes que tem que aceitar algumas mudanças corporais e hormonais vertiginosas.

A responsabilidade compartilhada

Tanto o marido como a mulher responde por seus atos. Não estamos frente a um método anticonceptivo que falha ou não falha. São o marido e a mulher, no exercício de sua liberdade, quem toma uma decisão e a desejam cumprir, e entra no possível que, por determinadas circunstâncias, mude essa decisão, sendo eles os únicos responsáveis.

A responsabilidade é um exercício profundamente humano vinculado à liberdade, a possibilidade de decidir a cada momento o caminho a escolher.

O autocontrole é uma qualidade

Que permite assegurar o bem do outro, preocupar-se com que o outro necessita doar-se quando a ocasião o requer. O controle dos impulsos, em geral, e dos impulsos sexuais em particular favorece o crescimento do amor do casal.

“… o que parece a primeira vista mais bem mecânico (o respeito do “tempo da mulher; que não se refere só aos períodos férteis, senão também aos múltiplos ritmos da vida e as circunstâncias) e que exige às vezes espera e renuncia, e por tanto “trabalho e sacrifício”, é precisamente o que faz nascer uma espontaneidade distinta: profunda, secreta, permanente”.

O respeito mútuo

Respeitar é acompanhar a outra pessoa no crescimento pessoal, sem entrar no mundo de sua intimidade.

Temos nossa própria intimidade que afeta a nosso corpo e também a nossos sentimentos, pensamentos e convicções.

O marido e a mulher admiram o funcionamento do corpo e permitem que siga seu curso sem manipulações.

Homem e mulher íntegros podem ter encontros pessoais cada vez mais profundos, estes encontros permitem serem cada vez mais os dois uma só carne.

Ajuda a descobrir a ternura e a afetividade que encerra a sexualidade

O domínio das manifestações genitais sobre outras mostras de afeto leva frequentemente a esquecer da ternura e todos os demais sinais de atenção recíproca.

O período de abstinência pode ajudar ao casal a descobrir a ampla gama de manifestações também corpóreas através das quais se podem expressar o amor.

Para que exista a ternura é necessário envolver-se com o outro através do espírito, a mente, o coração, o sentimento, as palavras, o gesto, o mesmo dom do corpo.

Desenvolvimento da comunicação

A diferença da contracepção em que um ou outro dos membros do casal utiliza um método, aqui os dois se veem levados a falar de sua sexualidade, a expressar o amor de diferente maneira, a comunicar as razões mais profundas que os podem levar a retardar uma gravidez. A utilizar a linguagem do corpo para expressar-se.

Aumento da fertilidade e da estabilidade conjugal

Umas virtudes apoiam sinergicamente a outras, de tal maneira que favorece o crescimento pessoal.

Em última instância o que cresce é o AMOR conjugal. Cada um dos valores de que estamos falando dão suporte para o amor.

Quando o homem e a mulher se amam, se respeitam, expressam o amor em toda sua riqueza nos diferentes momentos do ciclo. Usam as próprias energias na pessoa amada, requer tempo e muitos pequenos detalhes cotidianos que entrelaçam a construção do verdadeiro amor porem de tudo isto emana paz e serenidade no lar.

familia_santuario_da_vidaOs Filhos, os parentes, a sociedade percebem essa harmonia.

Respeito à vida

Compreender o milagre da vida é o início ao respeito à vida nascente.

Constata-se como muitos casais que tinham inúmeras razões para evitar uma gravidez, depois de alguns meses de aprendizagem abrem suas portas a um novo filho porque redimensionaram sua vida, perderam o medo à vida porque agora sabem como ocorre, porque melhoraram em sua harmonia conjugal, enriqueceram sua afetividade.

Não poderíamos falar da regulação natural da fertilidade sem falar do respeito à vida e as fontes da vida.

Texto adaptado: http://www.cenplafam.com/

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.