Organizam fórum para refletir sobre como colocar em prática exortação Christus vivit

Segundo o ACI Digital (10/04/2019), o Secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, Pe. Alexandre Awi Mello, convidou os jovens a lerem a Exortação Apostólica Christus vivit (Cristo Vive) e recordou que o Vaticano está organizando um Fórum Internacional da Juventude em Roma, de 19 a 22 junho, para refletir sobre como implementar este novo documento.

Em declarações à EWTN e ao Grupo ACI, explicou que, “como dicastério, queremos colocar o nosso grãozinho de areia, nossa colaboração, porque já convocamos desde janeiro um fórum internacional da juventude em junho deste ano”.

“Nesse momento, vamos reunir jovens de todos os movimentos internacionais mais conhecidos, mas também representantes de todos os países, das Conferências Episcopais, para refletir sobre como podemos colocar em prática tudo o que o Sínodo e o Papa pedem aos jovens”, assinalou.

No entanto, o sacerdote recordou que tudo começa nos pequenos locais como “nas paróquias, nos movimentos, nas dioceses, nas conferências episcopais”.

“O grande convite agora é que os jovens possam ler este texto com um coração aberto e pensar com criatividade, que é característica dos jovens e que o Papa tanto destaca na Exortação, como transmitir e colocar em prática aquilo que o Papa nos pede”, expressou.

Além disso, Pe. Alexandre destacou que a nova exortação apostólica pós-sinodal Christus vivit é “um belo texto, no qual o Papa abriu o coração e se dirige diretamente aos jovens”.

“É uma parte muito importante deste processo de mais de dois anos em que a igreja tem se dedicado aos jovens e, agora, o Papa fala aos corações dos jovens, fala em primeira pessoa, fala sobre a importância de ter Cristo no centro”, assinalou.

Sobre o nome da exortação, indicou que “diz muito, o que temos que fazer é anunciar o amor de Deus que se manifesta em Cristo, que tem uma mensagem de salvação a todos os jovens, e isso se dá na força do Espírito”.

Nesta linha, o Secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida reconheceu que “é um texto muito original no qual o Papa, por exemplo, fala muito sobre a Bíblia, sobre como há textos de jovens na Bíblia, e cita muitos santos jovens que eu mesmo aprendi a conhecer”.

“É muito concreto e não deixa de falar sobre os temas centrais do Sínodo, por exemplo, o mundo digital, os migrantes, o triste e difícil tema do abuso”, assinalou e acrescentou também que o Papa “aproveita para citar alguns textos que ele mesmo dirigiu, por exemplo, aos jovens no Panamá, ou seja, o texto é muito atual, por exemplo, quando diz que Maria é a ‘influenciadora’ de Deus, apresenta Maria como um exemplo de uma santa jovem, a santa por excelência, mas que foi jovem no momento em que decidiu sua vocação, que disse seu sim”, afirmou.

Deste modo, Pe. Awi Mello assinalou que “é um texto que certamente irá alcançar os corações dos jovens e que têm que ler com calma, com tranquilidade, descobrindo também como alcançar a todos os jovens, porque a linguagem é fácil, não é complicada”, mas também animou a que os jovens “possam ser protagonistas neste processo de transmitir esta exortação, estas palavras do Papa aos outros jovens”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/organizam-forum-para-refletir-sobre-como-colocar-em-pratica-exortacao-christus-vivit-19256

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.