Oração para celebrar a Epifania do Senhor em família

No marco da Festa da Epifania do Senhor, oferecemos uma oração para rezar em família, comunidade, grupos ou de maneira pessoal.

Todos ao redor do presépio dizem: “Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém”.

Hino

Reis que vêm por elas,
não busquem mais as estrelas,
porque onde o sol está
as estrelas não têm luz.

Olhando suas belas luzes,
não siga mais a sua,
porque onde o sol está
as estrelas não têm luz.

Parem aqui, porque aqui está
quem dá luz aos céus:
Deus é o porto mais certo,
e se encontraram o porto
já não busque mais estrelas.

Não busque a estrela agora:
que sua luz escureceu
este Sol recém-nascido
nesta Virgem Aurora.

Não encontrará mais luz nelas,
o Menino já os ilumina,
porque onde está o sol
as estrelas não têm luz.

Ainda pretende se eclipsar,
não repare em seu pranto,
porque nunca chove tanto
como quando o sol resplandece.

Aquelas lágrimas belas
já escurecem as estrelas,
porque onde está o sol
as estrelas não têm luz. Amém.

Leia também: Os Reis Magos

Epifania do Senhor – onde a estrela parou

Epifania: A manifestação do Senhor

As lições dos Reis Magos

A Epifania do Senhor

Leitura Bíblica: Mt 2,1-12

1Tendo nascido Jesus na cidade de Belém, na Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que alguns magos do Oriente chegaram a Jerusalém, 2perguntando: “Onde está o rei dos judeus, que acaba de nascer? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”.

3Ao saber disso, o rei Herodes ficou perturbado, assim como toda a cidade de Jerusalém.

4Reunindo todos os sumos sacerdotes e os mestres da Lei, perguntava-lhes onde o Messias deveria nascer. 5Eles responderam: “Em Belém, na Judeia, pois assim foi escrito pelo profeta: 6E tu, Belém, terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá, porque de ti sairá um chefe que vai ser o pastor de Israel, o meu povo”.

7Então Herodes chamou em segredo os magos e procurou saber deles cuidadosamente quando a estrela tinha aparecido. 8Depois os enviou a Belém, dizendo: “Ide e procurai obter informações exatas sobre o menino. E, quando o encontrardes, avisai-me, para que também eu vá adorá-lo”. 9Depois que ouviram o rei, eles partiram. E a estrela, que tinham visto no Oriente, ia adiante deles, até parar sobre o lugar onde estava o menino.

10Ao verem de novo a estrela, os magos sentiram uma alegria muito grande.

11Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Ajoelharam-se diante dele, e o adoraram. Depois abriram seus cofres e lhe ofereceram presentes: ouro, incenso e mirra.

12Avisados em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram para a sua terra, seguindo outro caminho.

Se desejarem, neste momento, três membros da família colocam as imagens dos reis magos no presépio junto ao Menino Jesus.

Reflexão de São João Paulo II

“Nesta festa da Epifania do Senhor, o Evangelho de Mateus fala de uma misteriosa ‘estrela’, que orientou os Magos até Jerusalém e depois até Belém, onde adoraram o Menino Jesus (cf. 2, 2.7.9.10)”.

“A estrela, que conduz os Magos até Cristo, recorda a rica simbologia da luz, muito presente no Natal. Deus é luz e o Verbo feito homem é ‘luz do mundo’ (Jo 8, 12), luz que orienta o caminho dos povos: ‘Lumen gentium’”.

Oração

Senhor Jesus, que a exemplo dos Magos do Oriente,
vamos também nós frequentemente
adorar-te em tua Casa que é o Templo
e não vamos jamais com as mãos vazias.

Que te levemos o ouro de nossas ofertas,
o incenso de nossa oração fervorosa,
e a missa dos sacrifícios que fazemos para permanecer fiéis a Ti,
e que te encontremos sempre junto a tua Mãe Santíssima, Maria,
a quem queremos honrar e venerar sempre
como Tua Mãe e nossa.
Amém.

Pode-se também acrescentar alguns pedidos e, para concluir, reza-se um Pai Nosso, uma Ave Maria e três vezes o Glória.

Todos concluem dizendo: “Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/oracao-para-celebrar-a-epifania-do-senhor-em-familia-60215

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.