Não rompa com ele até responder estas 5 perguntas

Muitas mulheres acabam se arrependendo de suas decisões precipitadas, por isso se você está pensando em terminar seu relacionamento deve considerar estas reflexões

Muitas pessoas terminam precipitadamente seus relacionamentos e ampliam muito seu sofrimento. Nos meus atendimentos a casais separados que procuram ou são levados à mediação na busca de resolver problemas de guarda, pensão ou divisão de bens, eu observo claramente que a separação não é bem resolvida. A mágoa é muito grande e por isso não conseguem se entender sozinho, isso acontece muitas vezes porque a decisão foi tomada no momento de raiva ou grande dor.

Por isso se você está desanimada, cansada de tentar e pensa em se separar, não aja de súbito, respire fundo e reflita sobre estas questões:

1. Ele traiu você?

Primeiro é preciso ter certeza e não pense que isso é óbvio.

Esses dias fiz uma mediação com um casal separado há dois anos e só então conseguiram conversar, ele disse que nunca soube o porquê dela o ter deixado e quando ela falou em traição ele negou peremptoriamente. Eu fiquei pensando se aquela mulher tinha terminado o casamento antes de tirar a limpo toda essa história.

Tendo certeza é preciso analisar as próprias condições de lidar com isso, pois não adianta manter a relação e continuar sofrendo pelo que ocorreu. Conheço muitos casais que depois desse trauma resolveram reconstruir a relação e passaram a viver ainda melhor que antes. Mas isso só é possível com a mudança de ambos e o arrependimento sincero do traidor.

Leia também: Por que morre a planta do amor?

Como superar as dores e consequências do adultério?

Conselhos para prevenir a infidelidade conjugal

Como lidar com a traição em meu matrimônio?

Amor de verdade se conserta, não se joga fora

Como pode resultar nulo um casamento?

Meu marido me abandonou; o que faço?

2. Ele despreza você?

Você se ressente com alguns comportamentos dele que fazem você se sentir desprezada ou como dizem por aí, “mal-amada”? Crises são comuns no relacionamento a dois e até sentir raiva acontece com frequência, mas precisa ser algo passageiro, situações pontuais e breves que se resolvem pelo empenho de ambos. Mas se você é sempre alvo de xingamentos e desprezo, se a pessoa que a deveria admirar vive fazendo com que você se sinta inferior, então as coisas estão muito invertidas na sua vida.

3. Há quanto tempo as coisas não vão bem entre vocês?

Quando estamos magoados temos a tendência de não enxergar nada de positivo ao nosso redor, parece que tudo é ruim. Então é preciso colocar de lado as emoções e avaliar se existe mesmo razão para tudo isso ou se as emoções estão tomando conta de nossas mentes. Vale também lembrar os bons momentos e analisar se é possível reconquistá-los.

4. Você não está fantasiando?

Muitas mulheres estão em um relacionamento, mas imaginam encontrar outra pessoa que melhor as agrade. Observam os maridos ou namorados de outras mulheres e se enchem de admiração, gostariam de encontrar um companheiro como os dela. Lembre-se que “a grama do vizinho sempre parece mais verde” e cuidado para não ser levada pelas aparências.

Assista também: Meu casamento está em crise. O que fazer?

Como posso ajudar casais que estão passando por crises no matrimônio?

Fui traído(a). Como superar?

5. Você não está sendo influenciada?

Familiares e amigos que não simpatizam com ele não estariam influenciando você? Pense, ele não precisa agradar a todos e sim a você. Claro que é importante que ele tenha consideração com as pessoas de seu convívio, mas isso não significa que ele tenha que agradar sempre. Vale muito prestar atenção nisso, pois as pessoas continuarão levando as suas próprias vidas depois da sua separação, a sua vida é que vai sofrer um grande abalo.

Se depois de muita análise você estiver convencida que o melhor é optar pelo rompimento, então você estará tendo uma decisão madura e não corre o risco de arrepender-se tardiamente.

Fonte: http://pt.aleteia.org/2015/12/15/nao-rompa-com-ele-ate-responder-estas-5-perguntas/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.