Há falsos cristãos que têm a alma morta e o coração podre, adverte o Papa

Segundo o ACI Digital (28/03/2018), um mafioso não pode ser cristão. O Papa Francisco disse novamente durante a sua catequese na Audiência Geral desta quarta-feira.

Francisco falou sobre a Semana Santa e, especialmente, o Tríduo Pascal. “Pensemos – para não ir muito longe – pensemos em casa, pensemos nos assim chamados cristãos mafiosos: eles, de cristão, não têm nada”, afirmou com contundência.

“Dizem-se cristãos, mas levam a morte na alma, e aos outros. Rezemos por eles”, acrescentou.

O Pontífice reconheceu que “há cristãos fingidos, aqueles que dizem ‘Jesus ressuscitou, eu fui justificado por Jesus, estou na vida nova’, mas vivem uma vida corrupta”.

“E estes falsos cristãos acabarão mal. O cristão é um pecador, todos o somos, eu sou, mas temos a certeza do perdão. O corrupto finge ser uma pessoa honrada, mas no final, no seu coração existe a podridão”. E isto é uma realidade “triste e dolorosa”.

Francisco destacou que a Páscoa “não acaba com a ‘colomba’ (doce típico italiano que se come neste tempo litúrgico), com os ovos (de chocolate, que também são tradicionais)”. “Isto é bonito, é bonito porque é a festa de família”, mas com a Páscoa “começa o anúncio da missão. O anúncio é o centro, é o kerigma, uma palavra difícil, mas que diz tudo”.

Além disso, o Santo Padre recordou que em muitos países é tradição saudar-se na Páscoa dizendo “Cristo ressuscitou”. ““O único, o único que nos justifica; o único que nos faz renascer de novo é Jesus Cristo. Nenhum outro. E por isto não se deve pagar nada, porque a justificação – o fazer-se justos – é gratuita”.

Francisco também anunciou que na noite de Páscoa batizará “em São Pedro, oito pessoas adultas que começarão a vida cristã”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/ha-falsos-cristaos-que-tem-a-alma-morta-e-o-coracao-podre-adverte-o-papa-91559/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.