Guarda Suíça recrutará mulheres?

Novo prédio da Guarda Suíça prevê ala destinada para as “mulheres em serviço”

Segundo o Gaudium Press (16/09/2021), o atual prédio da guarda Suíça, que data do século XIX, será inteiramente renovado conforme um projeto iniciado já no ano passado.

Nova Construção

A nova construção deve ficar pronta em 2027, data comemorativa dos 500 anos do saque de Roma, acontecimento histórico que custou a vida de mais de uma centena de guardas que defendiam o papa.

A futura Caserna da Guarda Pontifícia será construída segundo um modelo ecológico. A construção promete ainda aumentar os espaços individuais, permitindo-lhes maior privacidade aos soldados, em relação às atuais acomodações.

As mulheres poderão se alistar?

Porém essas não parecem ser as únicas novidades da reforma. Com efeito, o projeto conta com uma ala dedicada às mulheres em serviço. “Para nós, era importante desde o início, que a Caserna oferecesse um espaço para as mulheres em serviço” afirmou Jean-Pierre Roth, responsável pela Fundação que se dedica à construção do novo prédio.

A presidente da Fundação da Guarda Suíça, Ruth Metzler-Arnold, se alegrou com a ideia: “Assim que as mulheres forem admitidas, o potencial de recrutamento da Guarda também aumentará”.

Recrutamento e história da Guarda Suíça

Efetivamente, ao longo dos últimos anos, o Vaticano tem encontrado dificuldade no recrutamento de soldados. Para ingressar na Guarda Suíça é necessário preencher vários requisitos: ser Católico, do sexo masculino, de nacionalidade suíça, ter o serviço militar completo e uma reputação impecável.

A fundação da Guarda Suíça data do ano de 1506, quando o Papa Júlio II recebeu os primeiros 150 soldados do cantão Uri, destinados a defendê-lo. (FM)

Com informações de LeMatin.

Fonte: https://gaudiumpress.org/content/guarda-suica-recrutara-mulheres/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.