Famoso cartunista argentino Quino e sua personagem Mafalda apoiam o aborto?

Segundo o ACI Digital (24/07/2018), Joaquín Lavado Tejón, conhecido como “Quino”, desautorizou o uso da imagem de sua popular personagem Mafalda na luta pela vida e contra o aborto na Argentina, sublinhando que sempre acompanhou a causa “dos direitos humanos das mulheres”.

Recentemente, viralizou nas redes sociais um desenho de Mafalda usando o lenço azul ao lado de uma foto de Quino e uma frase atribuída a ele. “Mafalda sempre estará a favor da vida, portanto, não coloquem nela um lenço verde, porque a sua cor é azul”, diz a imagem.

O lenço verde é usado por aqueles que são a favor do aborto na Argentina, enquanto o lenço azul é usado por aqueles a favor da defesa da vida da mãe e do nascituro. Geralmente tem a frase “Salvemos as duas vidas”.

Em 19 de julho, a conta de Facebook ‘Ediciones de la Flor’, que publica as tirinhas de Mafalda, divulgou um esclarecimento no qual Quino assinala: “Foram divulgadas imagens de Mafalda com um lenço azul que simboliza a oposição à lei de interrupção voluntária da gravidez. Não autorizei, não reflete a minha posição e solicito que seja removida”.

“Sempre acompanhei as causas dos direitos humanos em geral, e especialmente as causas dos direitos humanos das mulheres, a quem desejo sorte em suas reivindicações”, acrescenta o texto.

Quino

Posted by Ediciones de la Flor on Thursday, July 19, 2018

Por outro lado, a conta do Facebook Mafalda Oficial indicou que, com o seu esclarecimento, “Quino não se manifestou a favor nem contra a legalização do aborto. Somente, sempre e explicitamente a favor dos direitos das mulheres. Portanto, todas as manifestações que são atribuídas a respeito nas redes sociais não são próprias nem oficiais”.

O projeto para a “interrupção voluntaria da gravidez” (aborto) foi aprovado em 14 de junho pela Câmara dos Deputados e agora está no Senado para a sua aprovação ou desaprovação final.

O projeto permitiria o aborto gratuito até a 14ª semana de gestação.

Segundo esta norma, o aborto seria possível até nove meses de gravidez por motivos de violação, risco à vida e saúde da mãe e “inviabilidade fetal”.

Além disso, nos casos de risco à vida e “saúde” da mãe, deixa aberta a possibilidade da eliminação de pessoas devido à sua deficiência.

Caso a lei seja aprovada, as menores de idade (16 anos) poderão realizar o aborto apenas com o seu consentimento, não será necessário informar os seus pais.

Em relação à objeção de consciência, só poderá pedi-la o profissional que tenha manifestado previamente ao diretor do seu centro médico “individualmente e por escrito”.

Não haverá objeção de consciência institucional e os estabelecimentos de saúde são obrigados a realizar o aborto se a mulher exigir como “atenção médica imediata”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/famoso-cartunista-argentino-quino-e-sua-personagem-mafalda-apoiam-o-aborto-23595

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.