Ex-ateia e mãe católica de 6 filhos dá “um salto de fé” e triunfa no Amazon Prime

Segundo o site ACI Digital (21/07/2021), Jennifer Fulwiler foi, no passado, blogueira e ateia. Hoje, ela é católica, mãe de seis filhos e está totalmente dedicada ao “stand-up comedy”, aquela comédia onde o ator interage diretamente com o público. Depois da decisão de dar “um salto de fé” em Deus, ela triunfou no Amazon Prime e agora nos conta a sua experiência.

Jennifer Fulwiler é mãe de seis filhos, escritora e apresentadora. Hoje ela trabalha em tempo integral como comediante e logo será a estrela de seu próprio especial de comédia intitulado “Jen Fulwiler: The Naughty Corner”, na plataforma de vídeos “Amazon Prime”.

Jennifer relatou à National Catholic Register que sua carreira como comediante começou depois de deixar o ateísmo e optar pelo catolicismo. Ela escreveu sua história de conversão em seu livro “Something other than God: How I Passionately Sought Happiness and Acidentaly Found It” (Algo diferente de Deus: Como procurei apaixonadamente a felicidade e a encontrei acidentalmente).

No livro, ela conta como a sua conversão foi sendo forjada após “escrever nos blogs da National Catholic Register”, em seu próprio blog chamado “Diary Conversion” e após trabalhar na rádio católica Sirius XM, em um programa de entrevistas diárias.

Jennifer disse que a experiência no rádio a fez perceber que tinha talento para o humor. “As pessoas gostavam [do meu programa de rádio] principalmente pelo humor. Gostavam quando eu usava o humor”. Depois de publicar um dos seus livros, Jennifer ficou inquieta com a ideia de que tinha que fazer algo. Começou a rezar e por inspiração de Deus descobriu sua vocação de comediante.

“Eu disse a Deus: ´livra-me desta falta de paz na minha vida ou diga-me o que devo fazer’. E a ideia simplesmente apareceu, eu estava sentada na minha mesa depois de terminar meu programa de rádio. De repente, tive uma inspiração muito repentina e muito forte para fazer stand-up” e “desde aquele dia, nunca olhei pra trás”.

Depois de deixar seus outros trabalhos para dedicar-se inteiramente à comédia, Jennifer começou a crescer rapidamente na carreira. No dia seguinte do discernimento na oração, ela ousou fazer seu primeiro “open mic”, show de stand-up comedy para amadores, onde conheceu sua atual companheira nos roteiros de comédia, que a acompanha a todas a suas turnês.

“Foi começar a seguir esse caminho e Deus começou a abrir portas muito rapidamente”, afirmou. Jennifer disse que tomou a arte do stand-up comedy “muito a sério”. Ela lembrou que fez gráficos em planilhas do Excel para qualificar cada piada de acordo com as respostas do público, até obter uma hora de material, ele começou a oferecer nos teatros em “um ato de fé”.

“Se eu não tivesse a possibilidade de vender entradas, teria falido”, mas as entradas se esgotaram e “dali saiu meu especial de comédia”, The Naughty Corner, que logo foi filmado pelos estúdio Spirit Juice, “com oito câmeras e em 4k”, com uma “maior qualidade” que se tivesse sido a Netflix, que só usa três câmaras.

Ter 6 filhos não foi um obstáculo, mas uma vantagem

Jennifer disse que ser mãe de seis filhos foi uma grande “vantagem” no mundo da comédia, embora muitos lhe disseram que seria uma “desvantagem” ou algo “muito difícil para você”. Ela explicou que o fato de sua família ser numerosa, sempre recebe muita visita que termina se transformando em sua audiência, o que lhe permite criar rapidamente seus especiais de comédia.

“Realmente ajudou viver esta cultura católica de ter uma família numerosa, onde eu fiz o que chamo de comédia de garagem”, disse Jennifer. Ela levava seus filhos, amigos e vizinhos à garagem para ler sua comédia e depois lhes entregava pesquisas e lhes pedia que qualificassem com sinceridade suas piadas e lhe fizessem comentários.

Ele disse que as pessoas da indústria do espetáculo “ficaram surpresas” pelo lançamento do The Naughty Corner na Amazon, em menos de um ano. “Isso é pouco comum”, porque até os cômicos “com décadas de experiência levam pelo menos um ano para criar material”.

A comediante disse que seu recente livro, intitulado “Your Blue Flame: Drop the Guilt and Do What Makes You Come Alive” (Sua chama azul: solta a culpa e faça o que lhe faz reviver), encoraja as mulheres com filhos a não abandonar a “chama azul” que Deus lhe deu, que é o modo único em que pode “agregar amor ao mundo”.

No livro, Jennifer critica a ideia de que “as mulheres devem colocar suas vidas em espera” e deixar de usar seus talentos “quando têm filhos pequenos”. Segundo ela, “isso só funciona se você estiver em uma cultura que acha uma irresponsabilidade ter mais de um filho”, e então você “toma as providências para garantir não ter mais. Mas para a minha gente, para muitos deles, a decisão certa foi ter uma família maior”.

Jennifer disse que essa “chama azul” pode ser “qualquer coisa, desde monólogos até simplesmente cozinhar em casa. Não tem por que ser algo que faz ganhar dinheiro. Não tem que estar vinculado a um sucesso mundano ou ao ser glamoroso. É algo que lhe fortalece, quando você retribui de alguma forma, como passar pelo asilo de idosos da sua localidade para conversar com as pessoas de lá, algo como isso”.

Para ela, sua chama azul foi ter 6 bebês em 8 anos e quando se ela envolveu nisso, “não só não tirou o mérito da minha vocação como esposa e mãe, mas a realçou. Me deu mais energia, mais vida e mais amor para compartilhar com minha família. Essa era a mensagem que eu queria transmitir nesse livro: que quando você busque sua chama azul, a descubra e a use, sua família se beneficiará realmente. Fazer isso é um favor para o seu cônjuge e seus filhos”.

A comédia é boa para a vida espiritual

Jennifer disse que fazer comédia é sua vocação, pois é “uma espécie de ministério que ajuda a tirar as cargas das pessoas que estão sobrecarregadas pelos problemas que vivem” e que isso é o que a motiva a continuar se dedicando ao stand-up comedy, mesmo em momentos muito difíceis como o da morte de seu pai.

Ela contou que recebeu a trágica notícia a poucas horas de um show em Atlanta, mas que não o cancelou. Naquele momento, pensou: “Isso é maior do que eu. Sim, algo ruim aconteceu comigo. Mas aposto que muita gente na plateia passou por algo ruim e preciso deixar de lado minha própria tristeza e minha própria dor para fazer o que Deus me enviou a fazer aqui, nesta noite”.

“Acho que essa é uma daquelas coisas nas quais você tem que acreditar que, se Deus quiser que você faça algo e está em seu plano, ele lhe dará a graça para fazê-lo. Isso foi a única coisa que me ajudou a superar o show em Atlanta”, disse Jennifer. Ela contou que, depois, planejou o funeral e filmou seu especial.

“Se eu não tivesse essa fé de que estava destinada a fazer aquilo, e que o [stand-up comedy] é uma espécie de ministério para levantar as cargas de outras pessoas e ajudá-las, não sei como teria chegado a fazer aquele espetáculo”, acrescentou.

Jennifer afirmou que “a comédia é muito boa para a vida espiritual, porque se baseia na humildade” e essa “é uma virtude crucial”. Ela explicou que “o orgulho é o mais perigoso para a vida espiritual, pois nos faz pensar que não precisamos de Deus, que somos tão grandes, que nosso ego é fundamental para tudo”.

“Se você pensar bem, quando você está em um estado muito orgulhoso, você não pode rir. Você está muito cheio de si mesmo para rir. O riso nos lembra que podemos rir porque [somos pequenos] e Deus está no comando e tem as coisas sob controle. E se Deus não existisse e o peso do mundo caísse sobre nossos ombros, então nada seria engraçado: o mundo seria muito terrível e sério. E ali não haveria esperança”, afirmou.

Ela disse que a comédia a ajudou a enfrentar situações difíceis, como quando quase morreu junto com seu sexto bebê. “Foi uma forma de aliviar essas cargas e me senti um pouco melhor com a vida”, disse e afirmou que é um ministério onde alivia as cargas de outros, em especial dos católicos.

Sobre isso, Jennifer criticou que “grande parte do entretenimento do stand-up comedy insulta diretamente” os fiéis católicos, fazendo piadas constantes em “prejuízo da Igreja Católica” e retrata as pessoas de fé “como se fossem estúpidas”. “Quando você está neste mundo católico, na cultura da vida, não é uma vida fácil. A vida cristã nunca é fácil”, afirmou.

Ela lembrou dos seus amigos que são “voluntários no asilo de idosos, criam crianças com deficiências, trabalham com os pobres, estão esgotados e não têm um especial de comédia que possam ver ao final do dia para relaxar e rir”. E se houver, “será absolutamente sujo e insultará tudo o que eles representam”.

Um desafio para os católicos: apegar-se ao mundano

Além de sua comédia especial na Amazon Prime, Jennifer está prestes a iniciar uma turnê de stand-up comedy intitulada “The Minivan Fabulous Tour”, cujas datas estarão disponíveis na sua página. A popularidade da comediante cresceu depois de se tornar viral no Tik Tok, pouco depois de começar naquela rede social, onde hoje tem mais de 90 mil seguidores.

Jennifer disse ter visto católicos que, depois de alcançar a fama, sofreram crises espirituais. Segundo ela, isso acontece “quando se apega demais aos resultados mundanos”, entre outras causas.

“Isso realmente pode começar a deixar você louco e ser muito prejudicial para sua vida espiritual. Então você tem que deixar isso tudo ir embora e deixar que os resultados dependam de Deus”, mas, “primeiro, começar sendo humilde e vendo tudo o que você faz como um serviço”, disse. Ela afirmou que todos os dias diz a Deus que sua carreira e resultados “dependem Dele”.

Algo que começou a afetar sua vida espiritual foi seu trabalho na mídia católica. Deixá-lo foi “para o bem da minha própria fé pessoal”. Jennifer está convencida de que ter ido para stand-up comedy a ajudou muito e explicou que, como em todos os lugares, “você certamente ouve e vê coisas que podem ser desanimadoras”, ao ponto que já não era “saudável para mim estar tão profundamente envolvida no dia-a-dia de trabalho nesse mundo”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/ex-ateia-e-mae-catolica-de-6-filhos-da-um-salto-de-fe-e-triunfa-no-amazon-prime-62045

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.