Era pastor episcopaliano e se converteu ao catolicismo no dia de Maria Mãe de Deus

Segundo o ACI Digital (03/01/2019), Andrew Petiprin era um importante pastor episcopaliano no estado do Tennessee (Estados Unidos). No dia 1º de janeiro, dia em que a Igreja celebra Santa Maria Mãe de Deus, o agora ex-pastor, sua esposa e seus dois filhos se converteram ao catolicismo. A seguir, contamos sua bela história de conversão.

No dia 17 de dezembro do ano passado, Andrew anunciou em sua conta no Twitter que se converteria ao catolicismo. Sua mensagem viralizou nas redes sociais e o tuíte recebeu mais de 2.500 curtidas e muitas respostas positivas dos internautas.

A mensagem mais recebida entre as mais de 200 respostas que teve foi: “Bem-vindo à casa!”.

“A acolhida que recebemos da congregação da Igreja de St. Patrick aqui em Nashville”, liderada pelo Pe. John Hammond, “foi emocionante. Agradeço ao Senhor pela sua bondade para conosco. Agradeço à Santíssima Virgem Maria e a todos os santos no céu que oram por nós e nos dão um exemplo de plenitude. Obrigado a todos no mundo que oraram por nós e nos apoiaram”, escreveu Andrew em sua conta do Facebook no dia 1º de janeiro.

Um dia antes, em 31 de dezembro, quando celebrou 13 anos de casado, ele escreveu no Twitter: “Meu escritório já foi arrumado, a minha carta de demissão já foi enviada. Meu último pagamento já está na conta do banco. Amanhã seremos católicos e não terei emprego. Não tenham medo!”.

Em declarações ao Grupo ACI, Andrew Petiprin explicou que está “muito agradecido pelos amigos católicos que fiz no Twitter. Muitos deles nunca conheci pessoalmente e foram importantes me apoiando neste caminho”.

Este processo de conversão durou muito tempo, mas durante o ano de 2018 “o Senhor me deu um forte desejo pela Verdade. A minha decisão não se baseia no que vejo de errado no anglicanismo, mas no meu desejo de acreditar em tudo o que a Igreja ensina”, disse.

Os episcopalianos são o ramo dos anglicanos nos Estados Unidos. Por causa de certas decisões que tiveram, como permitir a ordenação de bispos homossexuais e mulheres “bispos”, sofreram uma crise que fez com que milhares de seus membros solicitassem para entrar em plena comunhão com a Igreja Católica, fato que se concretizou com a Constituição Apostólica Anglicanorum coetibus, escrita por Bento XVI em 2009, a qual estabelece as formas para esta admissão.

“Minha esposa e meus filhos também foram recebidos e confirmados e nós quatro recebemos a primeira comunhão juntos. Estamos entusiasmados em saber que vamos viver como uma família católica”, continuou Petiprin.

Sobre o seu futuro agora que está desempregado, Andrew disse que está aberto a “discernir uma possível formação para o sacerdócio católico, mas agora me sinto mais inclinado a encontrar um bom trabalho e viver a fé católica com a minha família sendo leigo”.

Na Igreja Católica existe um caminho para que um episcopaliano ou anglicano casado e convertido ao catolicismo possam chegar de forma lícita ao sacerdócio.

Posted by Andrew Petiprin on Tuesday, January 1, 2019

São João Paulo II e o Beato John Henry Newman

Sobre a origem de sua conversão, Andrew se remeteu ao ano 2002, quando se tornou um “anglicano importante” e acreditava estar “unindo-se a um ramo autêntico da Igreja Católica. Eu não acredito mais nisso, mas mesmo assim eu já estava no caminho da plenitude da fé”.

“Em 2005, quando São João Paulo II morreu, eu tive uma sensação forte de estar ligado a ele e à Igreja e pensei que um dia eu me tornaria católico. E isso demorou mais de 13 anos para acontecer!”, contou.

Sobre as reações negativas à sua decisão de se converter ao catolicismo, Andrew disse ao Grupo ACI que espera “não ter perdido amigos, mas é provável que isso tenha acontecido. Eu sei que algumas pessoas estão feridas pela minha decisão. Eu rezo por elas e agradeço por todos os meus novos amigos”.

“Também agradeço porque agora os tempos são muito diferentes daqueles do (Cardeal) John Henry Newman que se converteu e teve que desistir de tudo que estava relacionado à sua antiga vida (como anglicano) no século XIX. Na maioria dos casos, vejo que as pessoas me apoiam”, ressaltou.

O Beato Cardeal John Henry Newman foi um importante sacerdote anglicano até se converter à fé católica. Quando ainda era protestante chegou a dizer que o Papa era um anticristo.

Em 1843, ele se retratou formalmente das suas declarações contra a Igreja Católica e, em setembro do mesmo ano, pregou seu último sermão como anglicano. Dois anos depois, em 1845, converteu-se ao catolicismo. Foi ordenado sacerdote da Igreja Católica em 1º de junho de 1847, em Roma, e foi criado cardeal em agosto de 1879. Foi beatificado por Bento XVI em 2010.

Um livro, o Terço e a Virgem Maria

Andrew também disse ao Grupo ACI que escreveu o livro Truth Matters: Knowing God and Yourself (A Verdade importa: Conhecendo a Deus e a si mesmo).

“Eu o escrevi sendo um sacerdote episcopaliano para uma editora Evangélica, mas o processo de finalização do livro foi diretamente responsável pela minha conversão”.

“Decidi escrever uma defesa ecumênica de algumas doutrinas cristãs básicas e descobri, no final, que a Igreja Católica sempre foi guardiã dessas doutrinas. Eu não pude dizer isso no livro, mas espero que os não católicos o leiam e depois consultem o Catecismo da Igreja Católica, falem com um sacerdote e comecem a explorar a fé católica”, relatou.

“Espero que os católicos leiam e perdoem meus erros, mas ao mesmo tempo encontrem a inspiração e a segurança da verdade do Evangelho”, acrescentou.

Depois de agradecer a vários sacerdotes amigos pelo seu apoio, Andrew ressaltou a importância da sua devoção à Virgem Maria.

“Eu tenho uma forte devoção à Nossa Senhora. Nos últimos meses, comecei a rezar o Terço e a pedir a intercessão de Maria. Amar Maria tem tudo a ver com amar Jesus. Seu amor material por mim inspira um amor mais profundo por seu filho, meu salvador”, disse ao Grupo ACI.

Andrew também afirmou que ficou “maravilhado com as boas-vindas que estou recebendo dos católicos. Sua fé é real e eles não podem conter essa onda de entusiasmo por pessoas como eu, que foram chamados para compartilhá-la. Espero que com o tempo eu possa compartilhar o mesmo nível de boas-vindas com os outros que chegam à fé”.

“E é claro que agradeço pelas orações dos santos, especialmente Nossa Senhora e São José, e o Papa São João Paulo II, cujo lema ‘Não tenham medo’ me encorajou de modo particular. Ele me manteve com um coração ardente e concentrado nestes últimos meses até agora”, concluiu.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/era-pastor-episcopaliano-e-se-converteu-ao-catolicismo-no-dia-de-maria-mae-de-deus-98264

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.