Deslizamento de terra destrói salão de santuário no Rio Grande do Sul

Segundo o ACI Digital (17/06/2024), um deslizamento de terra, devido às fortes chuvas em Dom Pedro de Alcântara (RS), atingiu no domingo (16), às 15h55, o salão onde acontecem as missas do santuário da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes. Segundo a diocese de Osório (RS), cerca de 30 pessoas estavam no local para participar da missa dominical às 16h, mas conseguiram sair dez minutos antes do desastre acontecer. Este foi o “o maior desastre da história de quase 75 anos”, disse o santuário.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou na segunda-feira (17), que Dom Pedro de Alcântara e mais 18 municípios relataram “danos em virtude de alagamentos, inundações e deslizamentos de terra durante o fim de semana”.

O assessor de comunicação do santuário, Everton Cardoso contou à diocese de Osório que faltando 10 minutos para a missa acontecer, perceberam uma infiltração de água em uma das paredes do salão e que a mureta de fora tinha cedido. Com isso, o pároco do santuário, padre Edivan Machado, cancelou a missa e orientou as pessoas a saírem do local, pois não estava seguro. Enquanto as pessoas saíam do local, uma parte da parede cedeu, fazendo com que alguns fiéis pulassem a janela do salão para fugir do desastre.

Ainda segundo as redes sociais do santuário, não houve feridos graves no incidente, mas o telhado e algumas outras estruturas do salão cederam, caindo sobre três carros e deixando duas pessoas levemente feridas. Elas foram levadas para o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Torres (RS), a quase 30 minutos do local do desastre.

Um vídeo publicado no domingo (16) pelo santuário mostra como foi o deslizamento de terra que destruiu o salão da igreja:

A diocese de Osório informou que depois do desastre, o Corpo de Bombeiros, a Brigada Militar, a Polícia Civil, a Prefeitura e a Defesa Civil foram acionadas, pois o local ainda tem novos riscos de deslizamentos. Além disso, o pároco Edivan pediu aos féis e devotos de Nossa de Lourdes que gostam de ir ao santuário que não se aproximem do local, pois ele permanecerá isolado, desde a capela São Sebastião até as imediações do morro, até que haja condições de segurança no espaço.

O bispo de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, foi a Dom Pedro de Alcântara no final do dia para prestar apoio à comunidade, mas como o local está isolado, não pode ir ao lugar do acidente. Segundo a diocese, ele está se inteirando dos fatos e procurando conversar com padre Edivan para as providências necessárias.

O pároco do santuário, padre Edivan, gravou um vídeo na segunda-feira (17), relatando que ele e dom Jaime Pedro Kohl visitaram os destroços do salão do santuário da Gruta e conseguiram resgatar Jesus Eucarístico que ainda estava no sacrário.

Alerta sobre doações

O padre Edivan Machado também gravou um vídeo no domingo (16), comunicando que “vários canais no Instagram, no Facebook” estão “pedindo doações para o incidente que aconteceu” no santuário e pediu que ninguém fizesse doações em nenhum destes links, porque eles não disponibilizaram “nenhum canal para apoio neste momento”.

“Com certeza nós precisaremos da solidariedade de muitas pessoas, se caso queiramos reconstruir o nosso santuário. Mas, neste momento não estamos solicitando ou disponibilizando links para qualquer doação que seja. Fiquem ligados! Continuemos rezando, confiando na graça de Deus, mas não se deixe enganar. Todas as informações de confiança vocês poderão acompanhar no nosso Instagram da Gruta: @santuariodagruta. Hoje é o único canal de onde irão partir as notícias verdadeiras”, ressaltou o pároco.

O santuário da Gruta Nossa Senhora de Lourdes

O santuário da Gruta Nossa Senhora de Lourdes foi inaugurado no dia 11 de fevereiro de 1950, data na qual a igreja recorda as aparições de Nossa Senhora em Lourdes, França. Ele é conhecido como um santuário natural e fica na região de Torres, no município de Dom Pedro de Alcântara (RS). Tem 51 hectares e ao redor da gruta há várias igrejas. Além disso, o local disponibiliza aos devotos escritórios e alojamentos para peregrinos doentes e seus ajudantes que precisem de estadia.

Segundo a diocese de Osório, a gruta foi “esculpida há milhares de anos pelas ondas do mar e pela ação do vento” em uma colina de mais de 50 metros de altura, onde a imagem de Nossa Senhora de Lourdes está. Para chegar ao local, o fiel precisa subir 117 degraus. As romarias à gruta iniciaram em 1978 e desde então, acontecem anualmente no último domingo de maio. Atualmente, cerca de 15 a 20 mil pessoas participam da peregrinação à Nossa Senhora.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticia/58288/deslizamento-de-terra-destroi-salao-de-santuario-no-rio-grande-do-sul

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.