Corte nega apelação aos pais de Alfie Evans e desconectarão suporte vital

Segundo o ACI (08/03/2018), a Corte de Apelação da Inglaterra negou o recurso apresentado pelos pais de Alfie Evans, depois que ambos apelaram a decisão da Corte Suprema que permite ao hospital desconectar o suporte vital do menino.

Em 6 de março, os três juízes da corte reafirmaram por unanimidade, a decisão da Corte Suprema, que em 20 de fevereiro argumentou que seria “cruel, injusto e desumano” permitir que o menino de 21 meses em “estado semi-vegetativo” continue vivendo com um respirador artificial no Alder Hey Children’s Hospital, em Liverpool (Reino Unido).

Lady Justice King, uma das juízas, disse na primeira audiência de apelação: “Para ser justos com os pais que estão esperando, deveria deixar claro desde o princípio, que o seu pedido foi rejeitado”.

King disse que uma ressonância magnética em novembro de 2017 mostrou que 70% da matéria no cérebro de Alfie havia sido destruída.

O desejo dos pais de Alfie, Thomas e Kate Evans, era continuar procurando por mais alguns meses uma cura para o seu filho.

A luta deles chamou a atenção e receberam apoio em todo o mundo, com dezenas de milhares de pessoas formando o “Exército de Alfie” nas redes sociais.

“Neste momento, Alfie não está pronto, e nós não estamos prontos para deixá-lo morrer”, disse à BBC Tom Evans, pai de Alfie.

Embora os médicos tenham descrito a condição da criança como intratável, seus pais estão pedindo a transferência do filho ao Hospital Pediátrico Bambino Gesu, em Roma, mais conhecido como Hospital do Papa, para o seu diagnóstico e possível tratamento.

“Eles estão lutando para ter mais alguns meses para continuar procurando opções. Esta é uma posição que milhões de pais em todo o mundo adotariam. Ele morrerá lutando, mas morrerá como um herói. Milhões de pessoas considerarão uma morte nobre e heroica”, disse recentemente o advogado da família.

Por sua arte, Tom Evans afirmou que “se Alfie morrer na viagem, morrerá como um herói. Morrerá como um soldado. Ele merece viver, merece ser levado a outro lugar e que possa ter qualquer opção. Eu sempre tenho esperança”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/corte-nega-apelacao-aos-pais-de-alfie-evans-e-desconectarao-suporte-vital-83852/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.