Como orar com a Bíblia?

Podemos orar com o auxílio da Bíblia de várias maneiras.

Uma delas é através da Lectio Divina, da qual falaremos a seguir. Outra maneira é usar o bom método de leitura e meditação da Palavra, apresentado pelo mons. Jonas Abib em seu livro A Bíblia no meu dia a dia. Neste opúsculo ele orienta que seja feito um diário espiritual. Ele sugere que o estudo tenha início pelo Novo Testamento, que é um modo mais fácil de compreensão. Em seguida o Antigo Testamento.

Leia também: Como ler a Bíblia?

Cinco conselhos práticos para uma boa oração com a Bíblia

Pode aprender-se a orar com a Bíblia?

Como ler e entender a Bíblia?

Lemos a Bíblia?

Tudo deve ser registrado num caderno, e esse estudo deve ser feito diariamente. A partir da leitura orante e reflexiva da Bíblia, devemos, então, extrair três itens:

1. As promessas de Deus: É muito importante anotar as promessas de Deus. Ele as cumpre. São promessas de Deus e não dos homens. É por isso também que é bom ler e riscar: fica mais fácil encontrar as promessas contidas nos trechos lidos. Exemplo: veja 1João 1,9.

2. As ordens de Deus: As ordens de Deus precisam ser cumpridas. Para isso, temos de conhecê-las. Veja 1João 2,15.

3. Princípio eterno: São princípios que regem o Reino de Deus. Veja por exemplo: 1João 2,9-11.

Ouça também: Podemos abrir a Bíblia ao acaso para tirar uma palavra?

Agora você vai anotar coisas muito concretas e pessoais:

1. Qual a mensagem de Deus para mim no dia de hoje? No texto que leu, você vai encontrar a mensagem que Deus tem para você no dia de hoje. É só prestar atenção. Em seguida, escreva.

2. Como posso colocar isso em prática na minha vida? Como pôr em prática tudo o que você leu, tudo o que Deus lhe falou. Não tenha medo de dizer isso por escrito.

Esse é o ponto de chegada do Diário Espiritual. É cem por cento prático e concreto. Pegue a Bíblia, leia o trecho indicado e faça em seguida o seu diário (Fonte: A Bíblia no meu dia a dia – Mons. Jonas Abib).

Assista também: A importância de se ler a Bíblia

Não se pode deixar também de confrontar o meu discernimento com o que o Magistério da Igreja ensina na doutrina católica, especialmente o Catecismo, para que não haja contradição com a fé católica.

Além disso, há livros muito bons que auxiliam a aprofundar o sentido da Palavra:

Vaticano II. Constituição Dogmática Dei Verbum.
Pontifícia Comissão Bíblica. A interpretação da Bíblia na Igreja. São Paulo: Loyola, 1994.
CNBB. Crescer na Leitura da Bíblia. Coleção Estudos da CNBB n. 86. São Paulo: Paulus, 2003.
ABIB, J. A Bíblia no meu dia a dia. Cachoeira Paulista: Canção Nova, 2009.

Retirado do livro: “Como ler e entender a Bíblia?”. Prof. Felipe Aquino. Ed. Cléofas.

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.