Como lucrar indulgência plenária com a Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco?

Segundo o site ACI, nesta sexta-feira, 27 de março, o Papa Francisco concederá às 18h de Roma (14h no horário do Brasil) a bênção Urbi et Orbi – para a cidade e para o mundo – diante de uma praça de São Pedro que ficará vazia devido à pandemia de coronavírus, mas que será uma oportunidade para os fiéis obterem indulgência plenária se acompanharem a transmissão pelos meios de comunicação.

“Presidirei um momento de oração no átrio da Basílica de São Pedro. Com a Praça vazia. Desde já, convido todos a participarem espiritualmente através dos meios de comunicação. Ouviremos a Palavra de Deus, elevaremos a nossa súplica, adoraremos o Santíssimo Sacramento, com o qual, ao término, darei a Bênção Urbi et Orbi à qual será unida a possibilidade de receber indulgência plenária”, indicou o Papa no domingo, 21 de março.

Será uma bênção Urbi et Orbi extraordinária, pois os pontífices costumam concedê-la apenas em 25 de dezembro e no Domingo de Páscoa.

O Catecismo da Igreja Católica explica que a indulgência “é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa, (remissão) que o fiel bem-disposto obtém, em condições determinadas, pela intervenção da Igreja que, como dispensadora da redenção, distribui e aplica por sua autoridade o tesouro das satisfações (isto é, dos méritos) de Cristo e dos Santos”.

As indulgências, que podem ser parciais ou plenárias, podem ser lucradas para si mesmos ou pela alma de um falecido. Não se pode lucrar por outra pessoa viva.

Para lucrar a indulgência plenária é preciso cumprir com três condições: confissão dos pecados, receber a Santa Comunhão e oração pelas intenções do Papa. Esta oração, indica o Vaticano, “é deixada para a escolha dos fiéis, mas se sugere um ‘Pai-Nosso’ e uma ‘Ave Maria'”.

O Vaticano especifica ainda que “é conveniente, mas não é necessário que a Confissão sacramental, e em especial a sagrada Comunhão e a oração pelas intenções do Papa sejam feitas no mesmo dia em que se cumpre a obra indulgenciada, mas é suficiente que estes ritos sagrados e orações se cumpram dentro de alguns dias (cerca de 20), antes ou depois do ato indulgenciado”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/como-lucrar-indulgencia-plenaria-com-a-bencao-urbi-et-orbi-do-papa-francisco-97936

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.