Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.

Doutrina social cristã – EB (Parte 2)

Como célula da sociedade humana, a família está sob a lei da dispersão. A indissolubilidade atinge o casamento, não, porém, a família. A família moderna urbana costuma espalhar-se após alguns decênios; a parentela vai procurar estudo e trabalho em lugares frequentemente distantes do respectivo berço. Os genitores têm a missão de preparar seus filhos para a … Continue Lendo

História da Igreja: Igreja e Império no séc. IV

5. Vimos que a era das perseguições à Igreja termina com a ascensão do Imperador Constantino (306-337). Examinamos agora a figura deste monarca e as marcas que deixou na história. Constantino e a Paz de Milão Constantino era filho de Constâncio Cloro, Imperador Romano responsável pelo Ocidente da Europa. Subiu ao trono na Gália em … Continue Lendo

A cruz, sinal do cristão – EB (Parte 2)

Jesus deve ter permanecido três horas pendente da Cruz antes de morrer. São Marcos (15,25) diz que Jesus foi crucificado “na terceira hora”; compreendamos, porém, que “terceira hora”, no cômputo dos romanos (que Marcos adota), correspondia não a 60 minutos, mas ao período que ia das 9 às 12 horas da manhã.¹ São João … Continue Lendo

Carta Apostólica Misericordia Dei de João Paulo II

As frases seguintes do texto mostram uma vez mais e de forma muito clara o carácter simbólico da visão: Deus permanece o incomensurável e a luz que está para além de qualquer visão nossa. As pessoas humanas são vistas como que num espelho. Devemos ter continuamente presente esta limitação inerente à visão, cujos … Continue Lendo

Concílio Vaticano I – Parte 1

CONCÍLIO VATICANO I (1869-1870) Sessão III – Constituição Dogmática Sobre a Fé Católica Cap. I – Deus, Criador de todas as coisas Cap. II – A Revelação Cap. III – A fé Cap. IV – A fé e a razão Cânones [sobre a fé católica] Sobre Deus, Criador de todas as coisas Sobre a revelação … Continue Lendo

A eleição do Romano Pontífice

CAPÍTULO I OS ELEITORES DO ROMANO PONTÍFICE 33. O direito de eleger o Romano Pontífice compete unicamente aos Cardeais da Santa Igreja Romana, à excepção daqueles que tiverem completado, antes do dia da morte do Sumo Pontífice ou do dia em que a Sé Apostólica fique vacante, oitenta anos de idade. O número máximo de … Continue Lendo