Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.

5 Vias de São Tomás de Aquino – Parte 2

Esta sequência de mudanças ou é definida ou indefinida. Se a sequência fosse indefinida, não teria havido um primeiro ser que deu início às mudanças. Noutras palavras, em qualquer sequência de movimentos, em cada ser, a potência precede o ato. Mas, para que se produza o movimento nesse ser, é … Continue Lendo

5 Vias de São Tomás de Aquino – Parte 1

EXISTÊNCIA DE DEUS Iª Via – Prova do movimento IIª Via – Prova da causalidade eficiente IIIª Via – Prova da contingência IVª Via – Dos graus de perfeição dos entes Vª Via – Prova da existência de Deus pelo governo do mundo “Ninguém afirma: “Deus não existe’ sem antes … Continue Lendo

A controvérsia em torno da «pílula do dia seguinte» na América Latina

Entrevista ao filósofo Rodrigo Guerra CIDADE DO MÉXICO, sexta-feira, 19 de agosto de 2005 ((ZENIT.org-(El Observador).- A controvérsia em torno das denominadas pílulas do dia seguinte baseadas no Levonorgestrel foi muito intensa em América Latina. Entrevistamos a Rodrigo Guerra, especialista no pensamento de Karol Wojtyla – João Paulo II, diretor … Continue Lendo

A Oração a Maria

1. No decorrer dos séculos o culto mariano conheceu um desenvolvimento ininterrupto. Ele viu florescer, ao lado das tradicionais festas litúrgicas dedicadas à Mãe do Senhor, inúmeras expressões de piedade, freqüentemente aprovadas e encorajadas pelo Magistério da Igreja. Muitas devoções e preces marianas constituíram um prolongamento da própria liturgia e, às vezes, contribuíram para … Continue Lendo