Arcebispo de Paris aos padres: toquem os sinos de suas igrejas para rezar por Notre Dame

Segundo o ACI (15/04/2019), o Arcebispo de Paris, Dom Michel Aupetit, pediu aos sacerdotes da sua diocese que os sinos das igrejas toquem para convidar os fiéis a rezar pela Catedral de Notre Dame que segue sendo consumida pelas chamas de um incêndio que já deixou graves danos a este histórico templo.

“Os bombeiros ainda estão lutando para salvar as torres de Notre Dame de Paris. A armação, o telhado e a agulha (torre central da Igreja) já foram consumidos. Vamos rezar, toquem os sinos de suas igrejas para convidar à oração “, escreveu o arcebispo em sua conta no Twitter.

O incêndio que atingiu a Catedral de Notre Dame de Paris começou por volta das 18h30. (hora local) e há cerca de 400 bombeiros que ainda estão lutando para apagar as chamas.

Ainda não foram reportadas vítimas, por sua vez, as autoridades locais afirmaram que lançarão uma investigação para apurar as causas do incêndio.

O presidente da França, Emanuel Macron afirmou que toda a nação está triste pelo incêndio e solidarizando-se com os católicos de Paris afirmou que esta noite ele vê queimar parte de todos os franceses. Este foi o tweet do mandatário:

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/arcebispo-de-paris-aos-padres-toquem-os-sinos-de-suas-igrejas-para-rezar-por-notre-dame-87577

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.