Apresentado programa para venerar relíquias do Padre Pio no Vaticano

PadrePio_WikipediaDominioPublico_290116O site ACI Digital noticiou hoje (01/02/2016) que a Santa Sé apresentou na última sexta-feira o programa e os lugares que percorrerão as relíquias do Padre Pio de Pietrelcina e de São Leopoldo Mandic, com o objetivo de que possam ser veneradas pelos peregrinos que visitaram o Vaticano entre os dias 3 e 11 de fevereiro, por ocasião do Jubileu da Misericórdia.

A apresentação foi feita pelo Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, que recordou a dedicação que ambos os Santos tiveram ao sacramento da Reconciliação.

“O programa é muito simples. As urnas com as relíquias chegarão a Roma em 3 de fevereiro e serão colocadas na Basílica de São Lorenzo Fora dos Muros; a Igreja estará aberta aos fiéis desde às 15h, a esta mesma hora, acontecerá uma celebração de acolhida. As relíquias permanecerão em São Lorenzo até 20h30 do dia seguinte para algumas celebrações reservadas à grande família franciscana”.

Posteriormente, realizarão “uma vigília noturna de oração, organizada na igreja jubilar de São Salvador em Lauro, a partir das 10h do dia 4 de fevereiro. A oração será prolongada até o dia seguinte, 5 de fevereiro, com várias celebrações até a Santa Eucaristia das 14h, presidida por S.E. Michele Castoro, Arcebispo de Manfredonia-Vieste-San Giovanni Rotondo”.

Às 16h do dia 5 de fevereiro, será realizada uma procissão da Igreja de São Salvador em Lauro com as duas urnas de relíquias que, atravessando toda a Via della Conciliazione, chegará até a Basílica de São Pedro, onde o Cardeal Angelo Comastri, Arcipreste da Basílica Papal, acolherá as relíquias e logo depois de um momento de oração as introduzirá na Basílica de São Pedro; serão colocadas na nave central, diante do altar de Confissão, para que sejam veneradas pelos fiéis”.

“As relíquias permanecerão expostas até a manhã do dia 11 de fevereiro na Basílica de São Pedro, até depois de uma celebração Eucarística de ação graças, quando voltarão para seus respectivos lugares de proveniência. Precisaram que no dia 10 de fevereiro, Quarta-feira de Cinzas, a Basílica permanecerá fechada durante a manhã para a Audiência Geral e que, neste mesmo local à tarde, será celebrada a Eucaristia de início da Quaresma”.

Em seguida, Dom Fisichella disse que “todos aqueles que quiserem venerar as relíquias, portanto, estão convidados a escolher um dos dias anteriores, fazendo uso do corredor jubilar a fim de que tenham facilidade no momento de passar pelos controles normais de segurança”.

Dois Santos ao serviço da misericórdia

Durante a coletiva de imprensa, a autoridade vaticana afirmou que ambos os Santos “gastaram sua vida ao serviço da misericórdia”. De origem croata, São Leopoldo Mandic (1866-1942) é menos conhecido, entretanto “dedicou toda sua existência atendendo confissões. Durante cerca de trinta anos permanecia das 10h às 15h no confessionário, a fim de atender milhares de pessoas que encontravam através da confissão com ele o testemunho privilegiado do perdão e da misericórdia”.

“Alguns dos seus companheiros de comunidade diziam que o santo era um ‘ignorante e que absolvia todas as pessoas sem discernimento’”. Mas, “sua resposta simples e humilde os deixava sem palavras: ‘Se o Crucificado viesse para reprovar-me, eu lhe responderia: Este mau exemplo, foi você quem me deu. Eu ainda não cheguei a loucura de morrer pelas almas’”.

No caso do Padre Pio (1887-1968), Dom Fisichella recordou que “este pobre frade capuchino gastou toda sua vida em San Giovanni Rotondo, sem nunca deixar esta pequena cidade. É certo, enquanto viveu, alguns de Roma o fizeram sofrer, mas sua santidade foi superior. No silêncio da obediência também ele chegou a ser testemunha privilegiada da misericórdia, dedicando toda sua vida a celebrar o sacramento da reconciliação”.

Finalmente, a autoridade vaticana agradeceu aos Padres Capuchinhos e aos Bispos das Diocese de Pádua e Manfredonia-Vieste-San Giovanni Rotondo “por terem permitido cumprir o desejo do Papa de ter em Roma, durante o Jubileu da Misericórdia, as relíquias destes dois Santos”.

“Estamos agradecidos e sabemos que com certeza este evento permitirá a muitos peregrinos expressar sua devoção aos dois Santos e receber, uma vez mais, o consolo através da sua intercessão”, afirmou.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/apresentado-programa-para-venerar-reliquias-do-padre-pio-no-vaticano-52752/

Be Sociable, Share!

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.