A oração de João Paulo II a Nossa Senhora da Consolata, que consola na angústia

Hoje (20) é dia de Nossa Senhora da Consolata. São João Paulo II fez uma oração no santuário mariano desta dedicação, pedindo à Mãe de Deus o seu consolo para a Igreja e o mundo.

Em 13 de abril de 1980, João Paulo II fez uma visita pastoral a Turim, no norte da Itália, e fez um breve discurso no qual explicou os benefícios da consolação de Maria, que nasce do mistério pascal.

Para são João Paulo II “trata-se de uma consolação no significado mais profundo da palavra: ela restitui a força ao espírito humano, ilumina, conforta e fortalece a fé, e transforma-a em abandono confiante na Providência e em alegria espiritual”.

Ele também disse que Maria Santíssima continua sendo “a admirável consoladora nas inúmeras dores físicas e morais que afligem e atormentam a humanidade”. Ela faz isso, segundo o papa, porque conhece as nossas dores e as nossas penas, pois “Ela também sofreu”.

No final, rezou a seguinte oração na qual pede a Nossa Senhora que venha consolar o povo do clero, o mundo da política, as comunidades católicas e as pessoas que sofrem.

Leia também: Hoje é o dia de Nossa Senhora da Consolata, que devolveu a vista a um cego

Oração para superar os momentos de angústia

Oração

“Ó Virgem Santíssima,
que tu sejas a consolação única e perene da Igreja que amas e proteges!
Consola os teus bispos e os teus sacerdotes,
os missionários e os religiosos,
que devem iluminar e salvar a sociedade moderna,
difícil e por vezes adversa!
Consola as Comunidades cristãs,
dando-lhes o dom de numerosas e sólidas vocações sacerdotais e religiosas!

Consola todos aqueles que estão revestidos de autoridade e de responsabilidades
civis e religiosas, sociais e políticas,
a fim de que tenham como meta, sempre e somente,
o bem comum e o desenvolvimento integrar do homem,
apesar das dificuldades e derrotas!

Consola este bom povo turinês,
que te ama e te venera;
as inúmeras famílias dos emigrados,
os desempregados, os que sofrem,
os que trazem no corpo e na alma
as feridas causadas pelas situações dramáticas de emergência;
os jovens, especialmente aqueles que se encontram por tantos dolorosos motivos desviados e desanimados;
todos aqueles que sentem no coração
uma necessidade ardente de amor, de altruísmo, de caridade, de doação,
que cultivam altos ideais de conquista espirituais e sociais!

Ó Mãe Consoladora,
consola-nos a todos e faz-nos compreender a todos
que o segredo da felicidade está na bondade;
e no seguir sempre fielmente o Teu Filho, Jesus!”

Fonte: https://www.acidigital.com/noticia/55442/a-oracao-de-joao-paulo-ii-a-nossa-senhora-da-consolata-que-consola-na-angustia

Sobre Prof. Felipe Aquino

O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
Adicionar a favoritos link permanente.