XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos: A Igreja e a Nova Evangelização

“A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”

O Santo Padre, Papa Bento XVI, convocou para este ano de 2012, a chamada XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que foi realizada em Roma, no período de 7 a 28 de outubro, com o objetivo de discutir o tema “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”. O Papa havia pedido para que os participantes do Sínodo fizessem deste tempo um momento de reflexão sobre o caminho percorrido pela nossa Igreja, a fim de retomar com um novo impulso a obra urgente da evangelização do mundo contemporâneo.

Sempre que se encerra um Sínodo, os bispos entregam ao Papa um documento com o resumo do que foi estudo ou discutido no Sínodo. Alguns pontos os bispos levantaram no documento final do Sínodo. E agora o Papa deverá preparar uma exortação apostólica. Abaixo, seguem alguns dos itens que os bispos recomendaram neste documento:

1) À exemplo do encontro de Jesus com a samaritana no poço de Jacó, que mudou a vida daquela mulher, deve começar a nova evangelização. As pessoas devem fazer um encontro pessoal com Jesus, água viva;

2) Conduzir os homens para Cristo é uma emergência que envolve todos os cristãos à qualquer hora e em qualquer lugar;

3)A fé se concretiza no relacionamento que estabelecemos com a pessoa de Jesus.

4)Não devemos inventar novas estratégias, mas redescobrir a riqueza da Palavra de Deus.

5)O ponto de partida da evangelização está em evangelizar primeiro a nós mesmos, para depois partirmos para evangelizar os irmãos.

6)Temos que confiar em uma renovação, cuja a fonte é a força do Espírito Santo; é um novo ardor.

7)Não há lugar para pessimismo na Igreja, porque o Senhor venceu a morte e Seu Espírito opera poderosamente na história.

8)A evangelização sempre teve como lugar fundamental a família.

9)É preciso dar uma atenção especial às pessoas com a vida familiar irregular. Devemos nos aproximar delas e ajudá-las a estabelecer sua vida familiar de acordo com a Igreja.

10)Devemos valorizar as comunidades, sobretudo as paróquias. Elas são indispensáveis. É preciso uma renovação, para que ali as pessoas se encontrem com Deus.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.