Viver segundo a lei de Deus

BibleNinguém é feliz se não viver segundo a santa lei de Deus, e a razão é simples: ninguém nos ama mais do que Deus; ele é nosso Criador, e nos conhece como ninguém, logo, a sua lei para nós é perfeita. E ninguém é mais sábio, douto, santo e poderoso do que Ele.

Disse o salmista: “Vossos mandamentos continuam a ser minhas delícias. Eterna é a justiça das Vossas prescrições, dai-me a compreensão delas para que eu viva”. (Sl 118,143 -144)

Nosso mundo moderno e autossuficiente, infelizmente já não precisa mais de Deus; vive como se Deus não existisse, disse o Papa João Paulo II, e sofre.

como_fazer_a_vontade_de_deusNinguém é feliz de verdade sem obedecer a Deus. Será que há alguém mais sábio do que Ele?

Os homens criaram milhares de leis e códigos de Direito para serem felizes, mas infelizmente não querem obedecer a apenas “Dez Mandamentos” que o Criador nos deu para sermos felizes… Se os homens seguissem voluntariamente esses Mandamentos, não seriam necessários tantos códigos de leis, tanta polícia e tantos presídios.

Deus é o Criador de todas as coisas; logo, não pode haver leis melhores que as Suas.

Gandhi disse: “Sem religião eu não poderia viver um instante sequer. Uma vida sem religião é como um barco sem leme. É a religião que dá base moral a todas as outras atividades. A oração não é um passatempo de velhinhos. É o meio mais potente de ação. Sem a oração não temos consciência da nossa fraqueza.”

Ter fé no amor de Deus é crer que Ele se interessa, apaixonada e continuamente, por cada um de nós. É muito importante repetir: Deus sabe tudo a meu respeito; pode tudo para mim, toma conta de tudo, e me ama infinitamente. É preciso saber escutar Deus falar pelas circunstâncias e pelos acontecimentos da vida. Acostume-se a perguntar: o que Deus está me dizendo com este fato? E peça ao Espírito Santo que lhe dê o discernimento para entender.

Acreditamos, muitas vezes, que Deus não ouve nossas perguntas. Ao contrário, nós é que não escutamos suas respostas, disse certa vez François Mauriac. Ele disse que o drama da nossa vida consiste na resistência que opomos ao paciente trabalho de Cristo sobre o nosso destino.

Para conversar, devemos antes calar… Se quisermos conversar com Deus precisamos fazer silêncio para que Ele possa falar.

Tudo o que nos acontece, acontece para nos ajudar a subir; são degraus escolhidos pelo próprio Deus.

Montesquieu rezava assim: “Senhor Deus! Dai-nos as coisas boas, ainda que não as imploremos, e recusai-nos as perigosas, mesmo que as supliquemos”. Pedimos a Deus o que nos agrada, mas Ele nos dá o que precisamos. Deixemos Deus conduzir a nossa pequena embarcação; se ela Lhe for útil Ele a preservará do naufrágio. (São Vicente de Paulo)

construir_homem_mundoLeia também: Amar a Lei de Deus

E os silêncios de Deus?

Qual a vontade de Deus para minha vida?

Como os leigos podem ajudar na construção do Reino de Deus?

Quando tudo nos abandona, abandonemos tudo a Deus.

Santa Teresa de Ávila dizia que: “Deus jamais abandona aqueles que confiam plenamente Nele, e chegará para isso até o milagre, se for necessário!”

O grande Cardeal Wyszinski, polonês amigo íntimo de João Paulo II, preso muitas vezes pelos comunistas, dizia: “Mesmo se nos arrancam a última camisa, a nossa confiança em Deus permanece”. Não me compete pensar em mim. O que me compete é pensar em Deus. Ele que pense em mim; era o lema dos santos.

O que agrada a Deus em minh’alma… é a esperança cega que tenho em sua misericórdia! (Santa Teresa Do Menino Jesus)

George Bernanos disse que: “A única desgraça irreparável é a de nós defrontarmos um dia sem arrependimento diante da Face que perdoa.”

Ninguém pode seguir os Mandamentos de Deus se não amar a Deus. Aquele que é dócil a Deus é também manso para com os homens. A obediência a Deus supera toda a glória humana.

Alguns pensam que podem ser felizes de costas voltadas para Deus; é o maior engano de nossos dias. Toda a tragédia humana se resume na realidade do pecado; palavra que os homens de hoje não gostam de ouvir, mas que expressa a resistência à vontade de Deus. São Paulo foi fulminante quando disse: “O salário do pecado é a morte!” (Rom 6,23).

Você já pensou se ao invés de colocar óleo no motor do seu carro, você teimasse em colocar apenas água, com a justificativa de que o óleo é caro? O motor do seu carro fundiria.

para_estar_com_deusJá pensou se você ligasse o seu ventilador de 110 volts, em uma tomada de 220 V, para que ele ventilasse mais forte?” O seu ventilador também fundiria o motor?

Por que isto acontece?

Por que você desrespeitou o catálogo do projetista dessas máquinas. Ora, quem é o Projetista do homem? É Deus. Só os cegos podem crer que o acaso possa ter criado o mundo e homem. Eu não sou “filho do nada”; eu sou “filho de Deus”, que me amou desde toda eternidade e me fez tão belo; me “teceu no seio de minha mãe” (Sl 138).

Toda vez que alguém desobedece o Catálogo do Criador, e não cumpre os seus Mandamentos, destrói a sua obra mais bela, o ser humano. Portanto, sejamos inteligentes e espertos, se queremos ser felizes, vamos viver plenamente segundo a lei de Deus, com alegria e convicção. E também, ensiná-la aos outros e aos filhos para que sejam felizes. Você não obriga seus filhos a tantas coisas: ir para a escola, tomar as vacinas, fazer as tarefas, etc. Ora, mais importante ainda é obrigar os filhos a seguir a lei santa de Deus.

Prof. Felipe Aquino

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.