Vaticano: Papa esclarece tradução litúrgica da fórmula de consagração na missa

Padres devem dizer que sangue de Cristo foi derramado “por muitos” em vez de “por todos”

Cidade do Vaticano, 30 de abril de 2012 (Ecclesia) – Bento XVI enviou uma mensagem aos bispos católicos da Alemanha, determinando que a expressão latina ‘pro multis’ seja traduzida como “por muitos” em todas as traduções da oração eucarística, proferida na celebração da missa.

A expressão aparece quando o sacerdote consagra o vinho, dizendo “será derramado por vós e por muitos para a remissão dos pecados”.

Segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, a missiva do Papa foi escrita na residência de Castel Gandolfo, arredores de Roma, depois da Páscoa.

No editorial para o semanário de informação do Centro Televisivo Vaticano, ‘Octava dies’, este responsável adianta que, segundo Bento XVI, “a tradução ‘por muitos’, mais fiel ao texto bíblico, deve ser preferida a ‘por todos’, que pretendia tornar mais explícita a universalidade da salvação trazida por Cristo”.

“Para o Papa as palavras da instituição da Eucaristia são absolutamente fundamentais, trata-se do coração da vida da Igreja”, acrescenta o padre Lombardi.

O texto original do Missal Romano apresenta o texto ‘qui pro vobis et pro multis effundetur in remissionem peccatorum’: a expressão ‘pro multis’ tem sido traduzida como “por todos” em várias línguas.

Fonte: Agência Ecclesia
 http://www.agencia.ecclesia.pt

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.