Vaticano enfrenta o casamento de pessoas do mesmo sexo

Por isso, o homem deixará a casa do seu pai e da sua mãe, e se unirá à sua mulher, e sereis uma só carne (Gen 2,24)

O jornal “L’Osservatore Romano”, do Vaticano, informou que serão feitos esforços pela Santa Sé para lutar, mesmo que sozinha, contra o reconhecimento legal de casais do mesmo sexo, porque o ensinamento católico é que os homossexuais devem ser respeitados e tratados com dignidade, mas que seus atos são “intrinsecamente desordenados” e a prática homossexual considerada pecado grave, como está no Catecismo da Igreja (§2357).

O porta-voz do Papa, Pe. Federico Lombardi, falando à Rádio Vaticano, perguntou por que os defensores do casamento entre homossexuais não pedem também o reconhecimento legal de casais poligâmicos. “Fica claro que, nos países ocidentais, existe uma tendência disseminada de modificar a visão histórica do casamento entre um homem e uma mulher. Ou mesmo de renunciar a ela, eliminando seu reconhecimento legal específico e privilegiado na comparação com outras formas de união”, disse o padre Lombardi.

O editorial da matéria do Pe. Lombardi, que é diretor da Rádio Vaticano e da Televisão do Vaticano, transmitida para o mundo todo em cerca de 30 línguas, classificou as decisões como “míopes”, afirmando que “essa lógica não pode ter uma percepção de longo prazo visando o bem comum”. Ele afirmou ainda ser de “conhecimento público” que o “casamento monogâmico entre homem e mulher é uma conquista da civilização”.

Esta forte ação do Vaticano deve ter repercussões imediatas em toda a Igreja Católica. O Vaticano insiste que os católicos devem se esforçar nessa “luta corajosa para defender a doutrina da Igreja em face de ideologias politicamente corretas que tentam invadir todas as culturas do mundo”. “A Igreja é chamada a apresentar-se como o crítico solitário da modernidade”.

Com este claro e forte chamado do Vaticano é de se esperar que toda a Igreja no Brasil, Bispos, padres e leigos se unam na defesa do casamento como Deus instituiu, entre um homem e uma mulher: “Por isso, o homem deixará a casa do seu pai e da sua mãe, e se unirá à sua mulher, e sereis uma só carne” (Gen 2,24).

Jesus Cristo disse que quem se envergonhar dele e do Evangelho diante dos homens, Ele também o negará diante do seu Pai.

Prof. Felipe Aquino

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.