Vaticano aprova virtudes heroicas da mulher que perdoou e salvou os assassinos do seu esposo

MariaSeiquer_07122014O site ACI/EWTN Noticias informou nesta terça-feira (09/12/14) que o Papa Francisco aprovou as virtudes heroicas, etapa anterior à beatificação, de cinco mulheres, entre elas a da Serva de Deus María Séiquer Gayá, que perdoou e salvou a vida dos assassinos do seu marido, um mártir da Guerra Civil espanhola.

Nascida em Murcia (Espanha) em 1891, María Séiquer se casou em 1914 com Ángel Romero, um médico otorrino conhecido entre seus vizinhos por sua honradez e sua atitude serviçal.

Quando começou a perseguição anticatólica em 1931, Ángel entrou na política para defender a Igreja. Em 1936 foi capturado e fuzilado por esta causa.

Maria tinha prometido a seu marido que “se não me matarem também, prometo-te ingressar no convento”.

Assim, depois de fugir de Murcia, junto com Amalia Martín de la Escalera fundaram, terminada a guerra, a primeira casa das Irmãs Apostólicas de Cristo Crucificado.

Em um escrito assegurou que “perdoo todos os meus inimigos, peço-te por eles e avivo o desejo de perdoar todos aqueles que me fizeram mal”.

Durante seu trabalho de serviço, chegou a atender uma das mulheres que denunciou o seu marido, cuidou dos filhos do miliciano que arrastou pelas ruas o cadáver de seu marido, e se apresentava com frequência diante do Tribunal para exigir que não se tramitassem os processos dos assassinos que tinham sido capturados, até que conseguiu salva-los de serem executados.

Em seus escritos assegurou que “só fiz o que Cristo me ensinou: ‘Perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem’”.

Francisco também aprovou as virtudes heroicas da Serva de Deus Práxedes Fernández García, leiga e mãe de família, da Terceira Ordem de São Domingos.

Práxedes Fernández García, assegura a Ordem dos Pregadores em seu site oficial, “não deixou mais escritos que quarenta e sete cartas para o seu filho quando estava no período de formação para ser dominicano. Mas nelas brilha, junto com o seu elevado espírito cristão e o seu zelo apostólico, a solicitude por sua família e sua sensibilidade religiosa”.

Em uma de suas cartas, Práxedes expressava ao seu filho a sua “satisfação porque os três filhos vão por muito bom caminho, pois que maior felicidade e alegria pode haver para os pais que ver seus filhos com uma carreira e bem educados? Esta é a missão que os pais temos que cumprir neste mundo”.

Práxedes nasceu em Puente de la Luisa (Espanha) em 21 de julho e 1886 e morreu em Oviedo, ao norte do país, em 6 de outubro de 1936.

O Papa aprovou também as virtudes heroicas da Serva de Deus Carmela de Jesus, fundadora do Instituto das Irmãs do Sagrado Coração do Verbo Encarnado, nascida em Palermo (Itália) em 15 de outubro de 1858 e falecida em Roma, em 14 de dezembro de 1948.

Aprovou também as virtudes heroicas da Serva de Deus Adalberta Hasmandová, superiora Geral da Congregação das Irmãs da Misericórdia de São Carlos Borromeu.

Adalberta nasceu em Huštnovice (República Tcheca), em 25 de março de 1914 e morreu em Znojmo-Hradišt em 21 de janeiro de 1988.

Finalmente, o Santo Padre aprovou as virtudes heroicas da Serva de Deus Elisabetta Tasca, leiga e mãe de família que nasceu em San Zenone degli Ezzelini (Itália) em 24 de abril de 1899 e morreu em Vo’ di Brendola (Itália) em 3 de novembro de 1978.

Fonte:http://www.acidigital.com/noticias/vaticano-aprova-virtudes-heroicas-da-mulher-que-perdoou-e-salvou-os-assassinos-do-seu-esposo-78552/

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.