Terceiro Segredo de Fátima, será que não foi todo revelado?

O Terceiro segredo de Fátima já foi completamente revelado pelo Papa João Paulo II em Fátima no ano 2000, através do Cardeal Sodano, chefe da Secretaria de Estado do Vaticano. Mas ainda há quem insista em dizer que o terceiro segredo de Fátima não foi totalmente revelado, devendo ainda ocorrer diversas calamidades precursoras da segunda vinda de Cristo.

Eu estive pessoalmente, em Coimbra, Portugal, com a médica que tratou de Irmã Lúcia, até a sua morte, a Dra. Branco, e perguntei a ela se a Irmã Lúcia lhe tinha dito algo sobre o tal Terceiro Segredo e sua revelação pelo Vaticano; ela me disse que ouviu da Irmã que tudo já tinha sido revelado pelo Vaticano no ano 2000 e que concordara com as explicações do Segredo dadas pela Santa Sé e que não sabia de mais nada.

Alguns alegam que nos dias 13/05/2000 e 26/06/2000 foram divulgadas informações parciais sobre o terceiro segredo de Fátima, e que o manuscrito da confidente Irmã Lúcia, redigida em 1944, abrange um total de 43 páginas das quais somente 4 (quatro) teriam sido divulgadas, cujo conteúdo afetava diretamente a pessoa do Papa João Paulo II.

É falsa a afirmação de que, das 43 páginas do segredo, somente 4 foram reveladas, restando 39 páginas sem serem reveladas ao público. A Congregação para a Doutrina da Fé, ao publicar as quatro páginas do terceiro segredo de Fátima, publicou o fac-simile do texto escrito à mão pela Ir. Lúcia, de modo que se pode comparar o impresso e o manuscrito, verificando que foi totalmente revelado. As 39 páginas restantes contêm uma carta do Santo Padre à Ir. Lúcia, o relato de uma visita de Mons. Tarcisio Bertone à mesma Irmã, a alocução do Cardeal Angelo Sodano em Fátima e a explanação feita pelo Cardeal Joseph Ratzinger, hoje Bento XVI, sobre o terceiro segredo. Estes textos já não são partes do segredo.

Como disse na época o então Cardeal Ratzinger, o segredo não contém predições, mas um retrospecto da história da Igreja no século XX, que foi uma época de numerosos mártires e confessores da fé,… época violenta que atingiu a pessoa do próprio Papa.

Alguns diziam que, por conta do Segredo, João Paulo II seria assassinado e substituído por um anti-papa que faria cessar a celebração da Eucaristia. Como vemos nada disso aconteceu. O Papa João Paulo II faleceu de morte natural e a Sagrada Eucaristia continua a ser celebrada com o apoio do grande papa Bento XVI, eleito de maneira absolutamente legal.

Leia também: Os segredos de Fátima

Esta foi a explicação do Cardeal Ratzinger sobre o terceiro segredo de Fátima

O que foi o Terceiro Segredo de Fátima?

Quando da revelação do Segredo, o então cardeal Ratzinger, disse, na “Mensagem de Fátima”:

“Na passagem do segundo para o terceiro milênio, o Papa João Paulo II decidiu tornar público o texto da terceira parte do « segredo de Fátima ». Depois dos acontecimentos dramáticos e cruéis do século XX, um dos mais tormentosos da história do homem, com o ponto culminante no cruento atentado ao «doce Cristo na terra», abre-se assim o véu sobre uma realidade que faz história e a interpreta na sua profundidade segundo uma dimensão espiritual, a que é refratária a mentalidade atual, frequentemente eivada de racionalismo. A história está constelada de aparições e sinais sobrenaturais, que influenciam o desenrolar dos acontecimentos humanos e acompanham o caminho do mundo, surpreendendo crentes e descrentes. Estas manifestações, que não podem contradizer o conteúdo da fé, devem convergir para o objeto central do anúncio de Cristo: o amor do Pai que suscita nos homens a conversão e dá a graça para se abandonarem a Ele com devoção filial.

Tal é a mensagem de Fátima, com o seu veemente apelo à conversão e à penitência, que leva realmente ao coração do Evangelho. Fátima é, sem dúvida, a mais profética das aparições modernas. A primeira e a segunda parte do « segredo », que são publicadas em seguida para ficar completa a documentação, dizem respeito antes de mais à pavorosa visão do inferno, à devoção ao Imaculado Coração de Maria, à segunda guerra mundial, e depois ao prenúncio dos danos imensos que a Rússia, com a sua defecção da fé cristã e adesão ao totalitarismo comunista, haveria de causar à humanidade.”

No final da Mensagem disse o Cardeal Ratzinger:

“Chegamos a uma última pergunta: que é que significa no seu conjunto (nas suas três partes) o segredo de Fátima? Que é que nos diz a nós? Em primeiro lugar, devemos supor, como afirma o Cardeal Sodano, que “os acontecimentos a que faz referência a terceira parte do segredo de Fátima parecem pertencer já ao passado”. Os diversos acontecimentos, na medida em que lá são representados, pertencem já ao passado. Quem estava à espera de impressionantes revelações apocalípticas sobre o fim do mundo ou sobre o futuro desenrolar da história, deve ficar desiludido. Fátima não oferece tais satisfações à nossa curiosidade, como, aliás, a fé cristã em geral, que não pretende nem pode ser alimento para a nossa curiosidade. O que permanece – dissemo-lo logo ao início das nossas reflexões sobre o texto do segredo – é a exortação à oração como caminho para a salvação das almas, e no mesmo sentido o apelo à penitência e à conversão”.

Mesmo pessoas religiosas como o Padre Léo Persch (não confundir com o Padre Léo da Comunidade Bethânia), o vidente Raimundo Lopes e outros, insistem ainda em dizer que o Terceiro Segredo de Fátima não foi todo revelado; mas isto é contrário ao que afirma a Santa Sé. O católico não pode duvidar das explicações que vem de Roma. Muitas pessoas estão apavoradas com a deduções enganosas que estão sendo publicadas na Internet por conta do segredo de Fátima; mas nada mais há a ser revelado que tenha o aval da Igreja Católica.

Prof. Felipe Aquino

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.