Subúrbios franceses estão substituindo o Estado pelo Islã

Na França, bairros habitados majoritariamente por imigrantes muçulmanos estão cada vez mais distantes do estado Francês, assim como da cultura e da legislação francesa. É o que confirmou uma pesquisa do respeitado cientista político Gilles Kepel.

A pesquisa foi realizada nas cidades de Clichy-sous-Bois e Montfermeil, locais que foram palco de violentos distúrbios em 2005.

O estudo mostra que no subúrbio os valores seculares, bastante forte na sociedade francesa, estão sendo substituídos por valores islâmicos.

As famílias das duas cidades, são em sua grande maioria, compostas de imigrantes do norte e do oeste da África. Eles frenquentam regularmente as mesquitas, jejuam no ramadã e boicotam as refeições escolares por não serem halal.

A França tem a maior população muçulmana da União Européia, os seguidores de Allah somam entre cinco e seis milhões de pessoas. Constantemente o governo tem efrentado o desafio que essas cifras representam.

Nas escolas, as crianças vão para suas residência no horário de almoço, para comerem alimentos halal. Uma pesquisa feita por toda a França mostra que as pessoas não importam-se com casamentos mistos, mas nos subúrbios a mesma pesquisa mostrou que maioria dos muçulmanos não aceitam casamentos com não-muçulmanos.

“Valores islâmicos estão substituindo os valores franceses, substituindo uma república que não conseguiu cumprir com a promessa de igualdade”, os moradores do subúrbio já quase não se identificam mais como franceses”,diz o estudo.

Kepel completa a pesquisa dizendo que “o futuro da França depende de sua capacidade de reintegrar os subúrbios”.

***
Fonte:
http://olhonajihad.blogspot.com/2011/10/suburbios-franceses-estao-substituindo.html

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.